Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Qual a porcentagem do salário para investir em um imóvel?

Qual a porcentagem do salário para investir em um imóvel?

Quem já se perguntou sobre qual a porcentagem do salário para investir em um imóvel certamente tem o objetivo de alcançar o sonho da casa própria. Mas muitas pessoas não sabem se existe uma quantia ideal da fonte de renda a ser separada no mês.

Afinal, mesmo em meio a um boleto e outro, é muito importante guardar dinheiro para investir em uma alternativa que possa proporcionar mais segurança no futuro, como um apartamento ou uma casa.

Pensando nisso, preparamos o conteúdo abaixo para que você saiba qual é a porcentagem ideal do salário para investir e como otimizar o uso de recursos em tal tipo de investimento. Continue a leitura do artigo e fique por dentro do assunto!

Saiba que não há valor mínimo

Saiba que não há valor mínimo

Primeiramente, vale destacar que não é preciso se preocupar em relação a uma quantia mínima que deve guardar todo mês para comprar um imóvel. Pensar no futuro é crucial, mas as necessidades do presente devem ser supridas para que você e sua família tenham qualidade de vida.

É claro que a compra de um bem de alto valor, como um imóvel, exige planejamento, comprometimento e disciplina.

Use a regra do 15-35-50

Uma ótima maneira de descobrir qual porcentagem do salário investir em um imóvel é aplicar a regra do 15-35-50. Essa estratégia é mais simples do que você pode imaginar e ajudará bastante a melhorar sua relação com o dinheiro (além da forma como você o gasta).

Cada número representa uma parte do salário e mostra o que fazer com ele. 50% deve ser destinado às necessidades essenciais, como medicamentos, água, luz e alimentação, por exemplo.

Os 35% representam os gastos que mantêm seu estilo de vida, como lazer, compras de acessórios, idas ao cinema, baladas, restaurantes e itens do tipo. Por fim, os 15% restantes devem ser poupados e investidos.

Conheça suas prioridades

Conheça suas prioridades

Depois de aplicar a regra citada no tópico anterior, você perceberá que determinadas despesas do mês são desnecessárias e podem ser reduzidas ou até mesmo eliminadas sem mudar radicalmente o seu padrão de vida.

Como vimos, comprar um apartamento ou casa é uma tarefa que exige muita disciplina, visto que é um compromisso que pode levar até décadas para ser cumprido. Portanto, é preciso ter organização financeira e colocar suas prioridades em perspectiva, especialmente no que diz respeito aos gastos que integram a categoria dos 35% do salário.

O ideal é que tais gastos possam ser ajustados em uma rotina que considere seu objetivo de maneira harmoniosa e equilibrada com o estilo de vida mantido. Em vez de ir ao seu restaurante preferido todos os finais de semana, por exemplo, considere ir a cada 15 dias e fazer um jantar especial em casa que será um momento tão especial quanto, mas muito mais econômico.

Como você pôde perceber, a porcentagem do salário para investir em imóveis pode variar de acordo com as prioridades, os objetivos e o estilo de vida de cada pessoa. Porém, o ideal é separar ao menos 15% da renda mensal para destinar ao investimento em uma propriedade.

Nosso artigo sobre qual a porcentagem do salário para investir em um imóvel foi útil? Então, não deixe de conferir também 7 dicas para não cair em golpes na compra de imóveis!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *