Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

De casa nova: como se planejar para trocar de apartamento

De casa nova: como se planejar para trocar de apartamento

Mesmo se você já é dono do seu próprio imóvel, sabe que cedo ou tarde vai chegar o dia de trocar de apartamento. A vida muda, a família cresce, você troca de emprego, de cidade, de gosto. A transformação faz parte da nossa existência e ainda bem que você não precisa ficar preso a um lugar que não te atende mais.

Essa mudança pode acontecer em fases diferentes da vida de cada um, mas ela, com certeza, vai chegar. E nessa hora você vai precisar se preparar para sair do seu apê e buscar por outro que se encaixe melhor no seu contexto, te deixando mais seguro, confortável e feliz. Veja agora como se planejar para trocar de apartamento e fique pronto para a casa nova!

Moldando a vida, as necessidades e os desejos

Quartos a mais, espaço para brinquedos, uma cozinha mais abastecida, um quintal para ter bichinho de estimação. Quando a família vai aumentar, é normal pensar nesses novos desejos para o lar. E o mesmo vale para o caminho contrário. Pode ser que as crianças já estejam crescidas, saindo de casa e o apê vai ficar muito grande para você e seu companheiro. Cada filho foi construir sua própria vida e agora o negócio é receber a turma — incluindo netos e agregados, quem sabe? — nos finais de semana.

Há ainda outros perfis, como solteiros que querem ficar mais perto do trabalho ou dos amigos, divorciados que querem morar perto dos filhos, etc., cada qual com suas necessidades e desejos para sua próxima casa.

As necessidades vêm, mas é importante saber como executar cada vontade ou sonho da melhor maneira.

Como se planejar para trocar de apartamento?

Como se planejar para trocar de apartamento?

Para as pessoas mais jovens, em plena idade produtiva, a projeção de ganhar mais ou manter certo ritmo de salários e poupança é maior. Fica menos arriscado, por exemplo, assumir um financiamento ou mudar-se para um imóvel maior ou de mais qualidade do que o atual.

Para pessoas mais velhas ou aposentados, por exemplo, a projeção de renda é mais estável, tendendo a diminuir. A não ser que haja uma boa poupança feita ao longo dos anos, é mais arriscado partir para um financiamento muito longo ou mesmo para um imóvel muito mais caro. Por isso, é importante pesquisar as condições de financiamento, já que bancos e outras instituições limitam idades e até mesmo a faixa de renda do comprador.

Há financiamentos de vários tipos, menos e mais caros, além das entradas. Com o boom do mercado imobiliário em todo o país, ficou mais difícil acompanhar essa flutuação dos preços. O ideal, portanto, é planejar-se e conseguir juntar um dinheiro que ajudará na compra. O plano bem executado evitará dores de cabeça futuras.

Planejamento financeiro

Para não correr o risco de se endividar, é fundamental fazer um planejamento financeiro e ver qual é o tamanho do passo que as suas pernas podem dar. Quanto vale seu imóvel atual? Quanto vale o apê para o qual você deseja ir? A troca de região da cidade tem relação direta com os valores dos imóveis, assim como o relativo luxo de cada um, tamanhos e proximidade de comércio e meios de transporte público. Essa diferença pode valer ouro! Pesquise sobre isso, veja o que atende suas necessidades e seus desejos e calcule como é realmente possível fazer.

Qual é o melhor momento para trocar de apartamento?

Descobrir qual é o melhor momento para trocar de apartamento pode ser um desafio, mas o fato é que investir em imóveis é, quase sempre, uma excelente opção. No entanto, para descobrir se chegou a hora de partir para uma mudança desse porte, você precisa considerar suas necessidades pessoais, o momento da economia e o setor imobiliário.

Caso o lugar que você esteja residindo não atenda mais às suas expectativas e às demandas da sua família, não faz muito sentido continuar por lá, não é mesmo? Além disso, se as suas finanças estão permitindo um novo investimento ou se o mercado local proporcionar boas oportunidades, uma nova aquisição talvez seja o caminho mais lógico a se seguir.

Como se planejar financeiramente para isso?

Como se planejar financeiramente para isso?

Você concluiu que é o melhor momento para trocar de apartamento? Se a resposta for positiva, saiba que é agora que você precisa começar a se programar, mesmo que você não tenha tanta pressa. Trata-se de uma aquisição de grande porte e valor, fazendo com que seja imperativo se planejar financeiramente para isso. Continue lendo e descubra como.

Corte gastos desnecessários

Não dá para trocar de apartamento sem organizar as próprias finanças, não é verdade? Por isso, um dos primeiros passos que você precisa tomar é apostar no corte de gastos desnecessários. Poupar dinheiro não é uma tarefa simples nos dias de hoje e, certamente, você terá sérios problemas em fazer isso se não organizar suas despesas.

Mesmo pequenas mudanças na sua rotina podem refletir em uma tremenda economia, como uma mudança no pacote de TV a cabo, cortar a mensalidade de uma academia que você nunca frequenta ou parar de pedir tanta comida por delivery. Não se esquece de conversar também como seus familiares, pois eles deverão contribuir nesse processo.

Faça o seu dinheiro render

Você fez alguns cortes e está conseguindo juntar um bom dinheiro? Então, não seria muito inteligente deixar ele parado. Por isso, você deve encontrar algumas maneiras de conseguir bons rendimentos, fugindo da tradicional poupança. Embora as cadernetas disponíveis sejam bastante seguras, elas contam com uma rentabilidade baixíssima atualmente.

Uma boa ideia é ir na sua agência bancária e conversar com o gerente sobre as opções disponíveis. aplicações mais arriscadas não são a melhor escolha nesse contexto, mas existem ativos relativamente rentáveis e sem grandes riscos. Alguns dos mais populares são o Tesouro Direito, Letras de Crédito Imobiliário, Fundos de Renda Fixa, entre outros.

Busque ajuda especializada

Para se planejar financeiramente e comprar um novo apartamento, você não deve abrir mão de buscar ajuda especializada. Para isso, o foco deve ser em empresas com grande credibilidade no mercado, sobretudo as que conseguem oferecer soluções voltadas para as necessidades dos clientes e com preços atrativos.

Uma alternativa é a procura por uma construtora popular, que trabalhe com programas do Governo Federal. Hoje em dia, o mais importante é o Casa Verde e Amarela, que veio substituir o antigo “Minha Casa, Minha Vida” (MCMV). Se você se enquadrar em uma das faixas, poderá conseguir condições interessantes e muito vantajosas.

O que levar em consideração?

O que levar em consideração?

Você já é dono do seu próprio imóvel, entendeu que chegou o momento de fazer a troca e está se preparando financeiramente. No entanto, para dar esse passo e até para escolher uma propriedade em sintonia com os seus anseios e necessidades, existem alguns fatores que devem ser levados em consideração. Veja alguns deles a seguir.

Avalie o seu momento de vida 

O seu momento de vida é um dos fatores que você precisa levar em consideração. Ele serve não apenas para reafirmar a decisão de trocar de apartamento, mas também para escolher um imóvel que esteja em sintonia com o que você e sua família precisam atualmente, bem como aquilo que precisarão em médio e longo prazos.

Por mais vantajoso que seja o setor imobiliário, é um investimento alto e que têm consequências por décadas. Caso você tenha uma carreira estável ou esteja em fase de ascensão, pode ser uma oportunidade de investir um pouco mais. Já se sua profissão for arriscada e você não tiver ajuda financeira do cônjuge, talvez seja interessante ser mais comedido.

Escolha um imóvel adequado

As características da propriedade também são outro ponto que deve ser levado em consideração. Não basta que ela caiba no seu bolso, pois o local deve estar em consonância com as demandas e expectativas da sua família. Quem tem filhos pequenos ou pretende aumentar a prole, por exemplo, deve apostar em mais quartos e banheiros.

Por outro lado, se você reside em uma cidade com problemas de segurança, uma boa opção é uma unidade em condomínio, que conta com áreas internas protegidas e bons aparatos de monitoramento. Também não se esqueça de avaliar a localização: ficar perto do trabalho é bom, mas imóveis em áreas que estejam se desenvolvendo são um ótimo investimento.

Conheça a região do apartamento

Falando em áreas em desenvolvimento, outro fator que deve ser levado em consideração é justamente a região do apartamento. Do ponto de vista do investimento, como dissemos acima, uma boa escolha deve priorizar regiões que estejam recebendo aportes da iniciativa pública ou privada, como a construção de empreendimentos e novas vias.

Por outro lado, também é muito importante que você e seus familiares sejam bem atendidos pelos serviços básicos. Dê uma boa olhada nas adjacências e descubra se existem mercados, farmácias, padarias, restaurantes, academias de ginástica, escolas, shoppings, cinemas, lanchonetes e tudo mais o que for necessário para sua rotina.

Posso usar o imóvel antigo como entrada?

Uma dúvida muito comum que donos de propriedades possuem é sobre a possibilidade de usar o imóvel atual como entrada para outro. Essa medida não apenas é permitida, como também pode ser uma opção interessante adquirir um novo patrimônio, ajudando a reduzir as prestações e a incidência dos temidos juros.

Trata-se de uma operação prevista em lei e permitida até para empreendimentos que ainda estão na fase de planta. Outra vantagem é pagar menos no Imposto de Renda, visto que as regras da transação são específicas. Especialmente se você contar com ajuda especializada de uma construtora, é possível ter comodidade, redução da burocracia e total segurança no processo.

Agora você já sabe como se planejar para trocar de apartamento e, seguindo esses passos, poderá ficar de casa nova o quanto antes! Não deixe de aproveitar as oportunidades do mercado e, caso queira contar com ajuda especializada, busque uma construtora popular para fazer o melhor negócio!

Gostou das dicas para aprender como se planejar para trocar de apartamento? Quer aumentar os seus conhecimentos sobre o tema? Então, clique aqui e confira nosso outro post sobre quais os documentos necessários para a aquisição de um imóvel!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *