5 dicas para avaliar a localização do imóvel

9 dicas para avaliar a localização do imóvel

Você quer uma dica que vai ajudar na escolha de uma boa casa para sua família? Anote aí: nunca se esqueça de avaliar a localização do imóvel antes de comprá-lo. Afinal, ninguém quer morar em locais afastados, precisar aguentar horas intermináveis de trânsito ou sentir-se inseguro em um bairro perigoso.

O problema é que muitas pessoas não sabem analisar bem esse quesito e, por isso, acabam caindo em certas armadilhas, fazendo negócios dos quais se arrependem imediatamente.

Mas nós estamos aqui para ajudar você! Continue a leitura deste artigo e descubra dicas preciosas que deixam qualquer um mais tranquilo na hora de comprar o primeiro imóvel.

1. Analise as vias de acesso

O primeiro ponto que você deve considerar na hora de avaliar a localização do imóvel é a facilidade com que se chega até ele. Afinal, você não deseja desperdiçar horas no trânsito e tornar o dia mais estressante para você e para sua família, não é?

É bom lembrar que um imóvel bem localizado está próximo das principais vias de acesso de uma cidade. Calcule a proximidade com transportes públicos: não deixe de conferir se por perto existem linhas de metrô ou de ônibus, além de pontos de táxi, pois quanto mais fácil for chegar ao seu lar, menos estressante será a sua rotina.

2. Trace o trajeto para o trabalho e escola

Para que você consiga ter uma grande satisfação no seu novo imóvel, é essencial analisar como sua rotina será afetada pelo fato de morar nessa localização. Antes de fechar negócio, avalie a distância entre o seu novo lar e os locais que você frequenta no seu dia a dia.

É importante que você calcule o tempo que pode levar para chegar até seu trabalho. Não se esqueça também de determinar o trajeto até a escola de seus filhos, casas de amigos ou familiares e outros lugares de importância para você.

Se o trajeto for muito longo, reconsidere sua decisão. Você com certeza ficará desgastado com as viagens diárias, não acha?

3. Verifique o comércio e os serviços locais

Atualmente, um dos recursos mais importantes que uma pessoa tem é o tempo. Por isso, ninguém gosta de desperdiçá-lo com longos trajetos para realizar as tarefas básicas da vida moderna, como comprar pão e fazer exercícios.

Logo, é necessário descobrir se o imóvel está perto de padarias, mercados, agências bancárias, academias, restaurantes etc. Caso esteja, bom sinal! Isso significa mais praticidade no seu dia a dia.

Quando desejar fazer compras, não será preciso retirar o carro da garagem e, na volta, você não vai precisar carregar sacolas pesadas durante muito tempo até chegar em casa.

4. Pesquise sobre a infraestrutura da região

Na hora de avaliar a localização do imóvel, outro fator essencial é a infraestrutura existente no bairro. Como a maioria das pessoas sabe, a existência de uma estrutura pública adequada influencia diretamente no conforto, saúde e qualidade de vida da população.

Sendo assim, é essencial analisar a qualidade dos serviços básicos, tendo uma atenção especial à iluminação pública, qualidade da água que chega à residência e a existência de um saneamento básico.

Além disso, tem alçamento nas ruas? Ótimo, assim o seu carro não sofrerá danos graves. Verifique também se o bairro é atendido por serviços básicos, como postos de saúdes, escolas, creches e policiamento.

5. Cheque a segurança

Devido ao aumento da criminalidade que assola o país, é muito importante considerar a segurança pública um dos principais fatores para avaliar a localização do imóvel. Por isso, verifique se está localizado em uma área segura, bem iluminada e com policiamento regular.

Uma boa dica é escutar opiniões de pessoas que já vivem no bairro ou consultar comentários e notícias da internet para evitar lugares perigosos e de má reputação. Todo cuidado necessário evitará futuras dores de cabeça e preocupações para você e sua família.

6. Procure por tranquilidade

Apesar de ser bom morar perto de áreas comerciais, viver em um bairro mais tranquilo pode influenciar em seu bem-estar e na sua qualidade de vida. Logo,  preste atenção ao barulho que você consegue ouvir dos quartos e salas.

Fique atento se o imóvel está próximo de vias de tráfego intenso ou de estabelecimentos como bares e boates. Verifique também se os futuros vizinhos possuem um estilo de vida agitado, pois isso pode atrapalhar suas noites de descanso.

Caso você tenha um sono leve, preze por ruas mais residenciais e tranquilas. Essa pode ser a melhor opção para você!

7. Visite o imóvel em mais de uma vez

Antes de fechar negócio, visite o imóvel e o bairro em mais de uma ocasião. Vá em dias da semana e em momentos distintos do dia. Dessa forma, você conseguirá ter uma noção mais realista de como será a sua vida nessa vizinhança.

Fique atento a tudo: na intensidade do tráfego de veículo; policiamento; comportamento dos vizinhos e presença de situações estranhas. O ideal é conseguir identificar com antecedência algum motivo que poderá gerar algum desconforto.

8. Pense na possibilidade de crescimento do bairro

Não se pode esquecer que a compra de um imóvel é um investimento. Portanto, você deseja que ele se valorize com o passar do tempo. Por isso, procure saber se a localização do imóvel apresenta possibilidade de crescimento: construções de novas estações de ônibus, shopping ou parques, por exemplo.

A modernização e o crescimento do bairro impactam diretamente no valor dos imóveis da região. Quanto mais a localidade se desenvolve, mais pessoas desejam viver ali, resultando no aumento da procura por propriedades que ficam no bairro e, consequentemente, nos preços cobrados.

9. Descubra o custo de vida da região

Por último, mas não menos importante: fique atento ao valor do custo de vida da região quando avaliar a localização do imóvel. As áreas nobres são mais valorizadas, logo, tudo nesses locais é mais caro comparado aos mesmos produtos e serviços fornecidos em áreas mais distantes do centro.

Por isso, antes de se mudar, faça um planejamento financeiro e descubra se você tem condições de manter o padrão que você da região. Caso contrário, você acabará se decepcionando e ficará insatisfeito pela escolha errada.

Todas essas características ajudam a tornar um bairro um bom local. O processo de avaliar a localização do imóvel perfeito é demorado, então esteja preparado para pesquisar muito antes de tomar uma decisão da compra de apartamento. Você não quer se precipitar em um momento tão importante quanto esse, não é mesmo?

Agora que você já sabe como avaliar a localização do imóvel, chegou a hora de aperfeiçoar esse conhecimento: baixe o nosso Guia definitivo para a compra do seu apartamento.

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Um comentário para “9 dicas para avaliar a localização do imóvel”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *