Como comprar um apartamento ganhando pouco?

Como comprar um apartamento ganhando pouco?

A casa própria, sem dúvida, é o sonho de muitos brasileiros. No entanto, com a atual crise econômica, fica a questão: como comprar um apartamento ganhando pouco? Pois saiba que a realização dessa meta pode até ter ficado mais distante, mas, de forma alguma, pode ser encarada como algo impossível. Muito pelo contrário!

Mesmo sem ter muito capital disponível, com algumas atitudes simples, porém eficazes, torna-se viável adquirir um imóvel. A tarefa não é fácil, mas com perseverança e inteligência, é possível ter sucesso nessa empreitada.

Quer descobrir como comprar um apartamento ganhando pouco? Então, confira o post que preparamos sobre o tema.

Por que o planejamento financeiro é importante?

O primeiro passo para comprar um apartamento ganhando pouco é ter um planejamento financeiro. Mas você sabe o que é isso?

Em linhas gerais, o planejamento financeiro é um processo contínuo, em que você precisará desenvolver meios para poupar capital e alcançar um objetivo, que, no caso, será a aquisição de um imóvel.

Isso abrange o ajuste de suas contas pessoais, balanceamento de despesas e receitas, renegociação de dívidas, escolha de aplicações e todo tipo de atitude que confira mais equilíbrio a suas economias.

Para conseguir fazer isso, é preciso reunir o máximo de informações sobre a sua vida financeira: extratos da sua conta corrente e dos seus investimentos, comprovante de compras, boletos de despesa etc. Enfim, tudo precisa ser observado e avaliado para uma análise perfeita.

Sabendo ao certo quanto está entrando e quanto está saindo, você consegue minimizar gastos desnecessários e traçar uma meta real para poupar todos os meses até ter o montante que precisa.

Aliás, todo planejamento, para que tenha sucesso, precisa levar ao alcance de metas. Estabeleça claramente as suas, nesse caso, pense em pontos como o tamanho do imóvel, localização, valor etc.

Como comprar um apartamento ganhando pouco?

Pesquise antes de comprar

Pesquisar é essencial para quem quer comprar um apartamento ganhando pouco, afinal, o mercado é muito variável e os preços podem ser extremamente diferentes, até mesmo para propriedades semelhantes.

Use a internet para entrar em sites de vendas e conte com a ajuda de um profissional para balizar suas decisões. Um bom corretor também pode informar sobre a existência de imóveis remanescentes, que são aquelas unidades que não são vendidas no lançamento de um empreendimento imobiliário e podem acabar saindo por um preço bem interessante.

Diminua os gastos supérfluos

Essa é uma excelente maneira de aumentar o dinheiro que sobra no final do mês. E o melhor: você não precisa abrir mão de tudo o que gosta ou de sua qualidade de vida para isso. Basta adotar um estilo de gastos mais sustentável e inteligente, otimizando, assim, suas despesas.

Muitas vezes, por exemplo, desperdiçamos valores razoáveis com coisas que não são essenciais ou que não precisávamos naquele momento. Pense muito bem antes de comprar algo.

Outra dica é tentar economizar com restaurantes. Que tal experimentar novas receitas e caprichar em um jantar feito em casa?

A TV a cabo é outro item que merece ser revisto. Caso não seja possível cortar de vez esse gasto, procure por opções de assinatura mais baratas. Geralmente, a diferença entre os pacotes nem é percebida.

Enfim, seguindo esse raciocínio, será possível agir com inteligência e, ao final, você terá recursos para a tão sonhada casa própria. Vale a pena o esforço, não é mesmo?

Invista mensalmente

Depois de fazer seu planejamento financeiro, o passo seguinte é depositar uma quantia mensalmente em sua poupança ou investimento.

Quando você sabe exatamente quanto entra e quanto sai, pode apertar o cinto e, então, conseguir chegar a um valor que, em médio prazo, vai permitir que você dê entrada em um imóvel ou arque com as parcelas do financiamento com alguma folga. O importante é poupar, independentemente da quantia.

E lembre-se: não é porque você ganha pouco que não pode investir o seu capital. Há aplicações mais rentáveis do que a poupança que ajudarão a realizar seu sonho mais rapidamente.

Fale com o gerente do seu banco ou busque uma corretora idônea. Depois de traçar o seu perfil, eles indicarão as melhores opções de investimento para o seu caso.

Na compra direta de ações, por exemplo, você adquire um “pedaço” de certas empresas e obtém lucro quando elas são valorizadas. Já os clubes de investimentos são grupos de pessoas que se juntam para investir. Assim, as perdas e ganhos são compartilhados de maneira proporcional ao recurso colocado.

Para os mais conservadores, as aplicações em renda fixa ou o tesouro direito são boas opções.

Renegocie dívidas

Todos nós sabemos que os juros são muito prejudiciais para a vida financeira. Quando vão se acumulando, eles podem chegar a um patamar simplesmente impagável. A solução, portanto, é fugir ao máximo deles.

Se você tem dívidas, especialmente no cartão de crédito, é hora de renegociá-las. Considere que o credor tem interesse em receber e, se você fizer uma proposta interessante, as chances de conseguir bons descontos são bem elevadas.

Considere um financiamento

O financiamento é uma ótima opção para quem não consegue pagar um imóvel à vista. Instituições bancárias costumam conceder empréstimos para a compra da casa própria, mas o financiamento feito diretamente com a construtora apresenta algumas vantagens.

Essa, inclusive, é a opção ideal para quem quer comprar uma casa ou um apartamento na planta ou em construção. Depois da crise econômica, as incorporadoras, para retomar o ritmo de vendas, estão oferecendo excelentes condições para os compradores.

Além disso, elas fazem menos exigências do que no empréstimo bancário. Quem não consegue arcar com as parcelas, por exemplo, pode fazer um acordo com a empresa, o que diminui eventuais prejuízos.

Informe-se sobre o programa Minha Casa, Minha Vida

Hoje, uma das melhores maneiras de financiar um imóvel para quem tem uma renda mensal mais baixa é o programa Minha Casa, Minha Vida. Além de juros menores e subsídios do governo, nesse programa também é possível utilizar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para o financiamento imobiliário, aumentando as chances de obter sucesso.

Existem 3 modalidades do programa, dependendo da renda mensal do interessado. Na primeira, o governo paga uma parte da entrada do imóvel. Na segunda opção, os juros cobrados são inferiores aos de outros bancos. Já na terceira, os valores dos seguros embutidos no financiamento ficam mais baixos.

Essas são dicas simples que provam que é possível comprar um imóvel ganhando pouco. Por isso, não desista do seu sonho!

Gostou do nosso post? Ainda tem dúvidas sobre como comprar um apartamento ganhando pouco? Então, entre em contato conosco. Podemos encontrar a melhor opção de acordo com o seu perfil.

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

40 comentários em “Como comprar um apartamento ganhando pouco?”

  1. ravena disse:

    Oi, ganho 1,800 por mês e de entrada consigo 20 mil consigo comprar um apartamento?

    1. Ana Paula disse:

      Entre com contato com nosso consultor online no fim da página que ele fará uma simulação baseada na sua renda. Aí você saberá se consegue financiar um imóvel neste valor e ainda te dará uma previsão de quanto será suas parcelas e te indicará imóveis disponíveis pra venda.

  2. Adson Reis disse:

    Ok , preciso das instruções.

    1. Ana Paula disse:

      Olá, entre em contato com nossos corretores online para fazer uma simulação com base na sua renda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *