Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

8 dicas para comprar um imóvel com segurança

8 dicas para comprar um imóvel com segurança

A aquisição de uma propriedade é um tipo de transação que envolve valores elevados e, por isso mesmo, acertar nos pequenos detalhes e evitar os principais erros são ações que podem ter impacto positivo durante décadas. Pensando nessa questão, preparamos o conteúdo a seguir com algumas dicas para comprar um imóvel com segurança.

Felizmente, se você for cuidadoso e buscar um pouco mais de conhecimento sobre o assunto, conseguirá uma negociação tranquila na hora de adquirir um lugar especial para sua família, que atenda aos seus principais desejos e expectativas. Continue lendo o post e descubra como fazer isso!

1. Realize um planejamento detalhado

O primeiro passo para comprar um imóvel com segurança é realizar um bom planejamento. Afinal, sem organizar os pensamentos e ter uma visualização razoável das etapas que esse tipo de aquisição deve oferecer, você aumenta consideravelmente as chances de cair em algum golpe ou armadilha do mercado.

O alto investimento demanda uma estratégia inteligente, ao passo que respeitar o seu potencial financeiro é imprescindível para a realização do sonho de sua família. Verifique ao certo o quanto está disponível para ser gasto, quais são os investimentos que a propriedade deve exigir e se você tem dívidas que podem minar as suas economias.

2. Avalie as suas reais necessidades

O passo seguinte para comprar um imóvel com segurança consiste em avaliar quais são as suas reais necessidades com essa aquisição e, se for o caso, quais são as demandas e expectativas da sua família. Isso garante não apenas mais satisfação com a transação, mas também tranquilidade econômica durante os próximos anos ou mesmo décadas.

Pondere se você e seu cônjuge devem permanecer no mesmo emprego por muito tempo, se pretendem ter mais filhos, a possibilidade de outros parentes residirem no local e assim por diante. Pessoas com animais de estimação, por exemplo, tendem a vivenciar uma melhor experiência em casas, enquanto as mais modernos gostam de apartamentos.   

3. Conheça alguns gastos inesperados

Praticamente qualquer aquisição que possamos fazer nos traz gastos inesperados, ainda mais se for algo de grande valor financeiro. No mercado imobiliário, a coisa não muda de figura: embora essa compra seja boa para as finanças em um longo prazo, existem alguns custos que podem pesar no seu orçamento de imediato.

Tenha em mente que existem algumas taxas e despesas que acompanham a transação de compra e venda, entre as quais podemos destacar o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imobiliários), a Escritura Pública, o Registro do Imóvel, o IPTU e, se for o caso, uma Declaração de Inexistência de Dívidas Condominiais

4. Verifique atentamente toda a documentação

Para minimizar os riscos de acabar caindo em algum golpe, é preciso ter certeza quanto à documentação do imóvel. Sendo assim, um dos passos mais importantes é se dirigir ao Cartório de Registros de Imóveis do seu município para solicitar a certidão da propriedade que aponta, por exemplo, quem é o real proprietário.

Sem contar que é nesse documento que você poderá checar outros dados cruciais, como a existência ou não de dívidas, penhoras ou disputas judiciais em relação ao bem. É essencial avaliar se há débitos em aberto, sejam eles com a prefeitura (IPTU) ou o condomínio (taxa condominial).

Cheque também a documentação do vendedor

5. Cheque também a documentação do vendedor

Além dessas eventuais dívidas e dos gastos ocultos, que podem surgir sobretudo com a documentação da propriedade, é interessante verificar as informações do vendedor, visto que isso também pode gerar empecilhos e dores de cabeça durante o processo. Felizmente, não se trata de algo muito complicado a ser feito.

Você deve começar pelos documentos básicos de identificação, como o CPF e o RG. Caso a pessoa tenha um casamento ou união estável, é preciso garantir que o seu cônjuge ou companheiro esteja ciente da transação. Solicite também algumas certidões negativas, em especial a de ações criminais e cíveis.

6. Escolha a melhor forma de pagamento

A compra de um imóvel não é uma transação simples. Por isso mesmo, existem diversas maneiras para que as pessoas consigam reunir o montante necessário e se tornem felizes proprietárias de uma casa própria. Sendo assim, você deve fazer as contas e checar qual é a melhor estratégia para arcar com esse investimento.

Em linhas gerais, os brasileiros optam pelo financiamento imobiliário, que pode ser feito por uma instituição bancária ou parcelado diretamente com a construtora. Lembre-se também da possibilidade de utilizar recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e dispor de uma boa reserva para aumentar a entrada.

7. Registre logo a escritura em cartório

Existe uma máxima no mercado imobiliário que diz que “só é dono quem registra” logicamente, há um grande fundo de verdade nessa frase. Achar que se tornou o proprietário do local apenas por possuir uma escritura é um erro que algumas pessoas ainda costumam cometer, infelizmente.

Para que o lugar seja realmente seu, a escritura deve ser levada a registro no Cartório de Registro de Imóveis da cidade. Caso você se sinta inseguro quanto a esse trâmite, o ideal é contar com a ajuda de quem realmente entende do assunto, como uma empresa ou um corretor especializado no setor.

8. Conte com uma imobiliária de credibilidade

Depois de conferir este conteúdo, você deve ter percebido que é preciso estar atento quanto a uma série de detalhes e pormenores, para comprar um imóvel com segurança. Esses pontos podem soar um pouco estranhos para quem não atua no segmento.

Diante dessa realidade, a melhor opção é contar com ajuda de uma imobiliária de credibilidade, que disponibilizará o know-how dos seus colaboradores (especialmente os corretores) para que você faça a melhor aquisição possível!

Como foi possível perceber ao longo do texto, comprar um imóvel com segurança pode ser um pouco complicado para quem não entende do mercado, o que faz da ajuda de uma imobiliária algo fundamental para ter sucesso nessa transação.

Gostou de aprender como comprar um imóvel com segurança? Então, não deixe de conferir também como comprar um imóvel na planta!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *