Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Vai comprar um apartamento? Saiba como declarar apartamento no IR

Vai comprar um apartamento? Saiba como declarar apartamento no IR

O ato de comprar um apartamento envolve uma série de processos e traz, além da felicidade de gerar patrimônio, a necessidade de cumprir diversas obrigações para que a propriedade fique em consonância com a nossa legislação. Sendo assim, saber como declarar sua aquisição no IR pode ser extremamente importante.

Por ser uma questão burocrática, muita gente não sabe ao certo como fazer isso e pode, mesmo que sem querer, acabar tendo problemas com o fisco e, de quebra, ter que arcar com multas ou penalizações inesperadas. Quer evitar que isso aconteça? Então, não deixe de conferir o post a seguir.

A importância de declarar o apartamento

Você pode até não saber, mas o cidadão que adquiriu, vendeu, herdou ou até mesmo reformou uma propriedade deve declarar isso para a Receita Federal no ano seguinte. Afinal, existe um local específico na declaração para esse tipo de circunstância, sendo necessário informar eventuais transações que envolvem esses bens.

Como declarar o seu apartamento no IR

Como declarar o seu apartamento no IR

O primeiro passo é procurar a ficha denominada “Bens e Direitos”, na qual você deverá colocar o código específico do imóvel, em sintonia com a definição que constará na escritura da unidade. Falando mais precisamente de um apartamento, por exemplo, ele deve ser declarado com o código de número 11, que representa o tipo de propriedade.

Outro detalhe relevante e que causa algumas dúvidas é quanto ao valor, Vale frisar que ele deve ser exatamente aquele que o declarante pagou, até o dia 31 de dezembro do ano anterior. Qualquer discrepância ou inconsistência pode causar problema e você deve colocar máximo de informações no campo de “Discriminação”.

Quanto mais cristalina for a documentação e mais dados os contribuintes colocarem sobre as operações de compra, venda, doações ou reformas, incluindo aí os contratos, recibos e escrituras, menos provável será que haja alguma surpresa desagradável, assim como será menor a probabilidade de cometer algum erro sem querer.

Algumas especificidades sobre a declaração

Se você tiver comprado um imóvel no ano anterior, será necessário abrir um novo item na ficha de “Bens e Direitos” e, como dissemos, escolher o código de acordo com o tipo de propriedade. Lembre-se que é preciso colocar não apenas os dados da unidade propriamente dita, como também do vendedor, com nome e documentação.

No caso de financiamentos, você precisará colocar o banco ou instituição financeira na qual obteve crédito, assim como o valor e número de parcelas que foram pagas e as que faltam pagar, campo de “Discriminação”. Não se esqueça que se houver uma unidade com dois ou mais donos, todos devem declará-lo no preenchimento do seu IR.

Como você pôde ver, é muito importante declarar apartamento no IR, de forma que você esteja em dia com a Receita Federal e evite não apenas dores de cabeça no futuro, como também um baque nas suas finanças ao pagar multas inesperadas.

Gostou de aprender nossas dicas de como declarar apartamento no IR? Então, que tal ampliar seus conhecimentos e conferir nosso outro post mostrando como conquistar a sua independência financeira em 5 passos!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *