6 dicas para não cometer erros na hora de comprar imóveis

6 dicas para não cometer erros na hora de comprar imóveis

Muitos brasileiros compartilham o mesmo sonho: conquistar a casa própria. Essa é uma meta de vida que motiva milhares de pessoas todos os dias. Para que não se transforme em um pesadelo, é muito importante estar atento a todos os detalhes o que o corretor oferece e está escrito no contrato de compra de imóveis.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo com uma série de dicas úteis para que você não cometa erros na hora de comprar um apartamento sem preocupações e possa usufruir ao máximo da experiência. Continue a leitura do artigo para conferir!

Fique de olho no preço e no contrato

1. Fique de olho no preço e no contrato

O preço dos imóveis é tabelado de acordo com uma série de aspectos como o fato da propriedade ser nova ou usada, a qualidade do acabamento, metragem, localização, entre outros pontos. Se a pessoa que se diz ser proprietária pede um valor muito abaixo do praticado pelo mercado, é motivo para desconfiar.

O mercado imobiliário é bastante estável, e isso não ocorre por coincidência. As tabelas de valores são seguidas à risca e dificilmente sofrem alterações bruscas de uma região para outra. Sendo assim, pesquise bastante antes de fechar negócio e assinar o contrato, já que isso fará com que você tenha uma média a respeito dos preços e das alternativas de financiamento que podem ser encontradas.

Negocie somente com imobiliárias de credibilidade

2. Negocie somente com imobiliárias de credibilidade

Imobiliárias de confiança contam com profissionais qualificados para realizar toda a intermediação entre você e o proprietário do imóvel, o que reduz significativamente as chances de riscos.

Atente-se aos documentos

3. Atente-se aos documentos

O acesso à tecnologia trouxe uma série de facilidades para a vida moderna, mas nas mãos erradas, elas são um prato cheio para a aplicação de erros que podem custar caro na compra de imóveis. Pessoas conseguem falsificar documentos com muita precisão, de forma que fiquem extremamente parecidos com os originais. A melhor maneira de evitar riscos, portanto, é ir a um cartório e solicitar a matrícula do imóvel e as certidões apresentadas pelo vendedor para averiguar se são legítimas.

Além disso, antes de fechar negócio, no cartório você também deve solicitar a certidão negativa sobre ônus pertinente à propriedade do seu interesse. É por meio desta certidão que você vai saber se, de fato, não existem débitos associados ao imóvel. Com o índice de estelionatos cada vez maior, não custa nada fazer uma pesquisa rápida sobre o imóvel e o proprietário para evitar dores de cabeça durante a transação.

Visite o imóvel e faça registros

4. Visite o imóvel e faça registros

Pode parecer óbvio, mas visitar o imóvel deve ser uma das primeiras medidas para que você se certifique das condições reais da propriedade e do seu estado de conservação. A visita deve ser feita no começo, durante e no final do processo.

Assim que a transação for concluída, você deve registrar o imóvel. Essa ação é importante pelo fato de que um erro que pode custar caro na compra de imóveis mais comuns atualmente é a venda de uma mesma propriedade para mais de um comprador. Por mais que, após uma longa batalha judicial, você consiga comprovar que o imóvel é seu, legalmente, o proprietário é quem fizer o registro primeiro.

Assim que toda a papelada for assinada, compareça a um cartório para registrar o imóvel. Dê uma atenção especial também às taxas cobradas pelo cartório. Por mais que essa transação tenha um custo alto, ela é indispensável para garantir a segurança do bem adquirido.

Compre apenas com credenciados ou com o proprietário

5. Compre apenas com credenciados ou com o proprietário

Como já foi dito, você só deve dar sequência à negociação de um imóvel quando tiver certeza de que está lidando com um profissional devidamente credenciado. A melhor maneira de evitar riscos nesse sentido é procurar uma imobiliária com credibilidade no mercado e uma ótima reputação.

Além disso, você pode fazer negócio diretamente com o proprietário do imóvel. É claro que, para isso, é preciso exigir que os documentos que liguem a pessoa ao imóvel em questão sejam apresentados, de forma que você possa checá-los em um cartório.

Não ceda à pressão

6. Não ceda à pressão

Por fim, tome cuidado com uma estratégia muito utilizada em erros que podem custar caro na compra de imóveis: a pressão do anunciante para que você tome uma atitude rápida em relação à oportunidade pela qual demonstrou interesse. Não ceda a esse tipo de comportamento, afinal, não é nenhuma novidade que transações imobiliárias tendem a ser demoradas e burocráticas — o que é totalmente compreensível, já que tratam de bens de alto valor e investimentos de anos de trabalho e dedicação.

Lembre-se que a pessoa que mais deveria tomar cuidado em uma transação imobiliária é quem está vendendo o imóvel. Se o vendedor demonstrar muita pressa para “se livrar” da propriedade, fazendo poucas exigências e acelerando o sinal ou o cheque caução, desconfie!

Como você pôde conferir neste conteúdo, para evitar erros que possam custar caro na compra de imóveis é preciso tomar bastante cuidado com oportunidades de negócio que fujam do padrão praticado pelo mercado e ter muita paciência em relação a cada etapa do processo. É preciso analisar em cartório a veracidade dos documentos apresentados, visitar a propriedade e sempre contar com uma imobiliária com boa reputação e profissionais credenciados.

Agora que você já tem uma noção mais abrangente sobre a importância de tomar bastante cuidado com pessoas má intencionadas no mercado imobiliário, aproveite para conferir também o nosso post sobre a melhor forma de comprar o primeiro imóvel!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *