Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Tudo que você precisa saber sobre apartamento financiado pela Caixa

Tudo que você precisa saber sobre apartamento financiado pela Caixa

Com toda a conjuntura que estamos vivendo e as oscilações econômicas que o mundo passa, investir em imóveis tem se tornando, cada vez mais, uma opção interessante para quem está em busca de uma alternativa rentável e com bom perfil de segurança. Por isso, preparamos um post falando sobre tudo que você precisa saber sobre apartamento financiado pela Caixa.

Nem todo mundo tem dinheiro suficiente para comprar à vista e, dessa maneira, os financiamentos se tornam o caminho mais viável e recomendável, sobretudo quando são feitos com um banco público, que oferece programas habitacionais e ótimas condições. Continue lendo e aprenda mais sobre o assunto!

Afinal, como funciona o financiamento pela Caixa?

Afinal, como funciona o financiamento pela Caixa?

Antes de mais nada, é preciso reforçar que a Caixa Econômica Federal (CEF) é a maior concessora de capital para financiamentos imobiliários no Brasil. Por se tratar de uma empresa pública, há um caráter social em suas opções, o que faz com que o cidadão encontre condições mais atrativas, sobretudo quando participa de programas habitacionais.

Uma das vantagens da Caixa reside nos juros praticados, algo que incide sobre as parcelas e faz toda a diferença, especialmente se pensarmos a longo prazo. O momento, inclusive, é bastante propício, pois a taxa Selic, que norteia o setor, está no patamar mais baixo da história, o que permite praticar alíquotas menores para o cliente. Confira abaixo o passo a passo de como funciona o processo.

Escolha o imóvel ideal

O primeiro passo para ter um apartamento financiado pela Caixa é, logicamente, escolher a unidade que você deseja. Isso é fundamental não apenas para que você tenha um lugar que atenda às demandas e necessidades da sua família, mas para ter uma ideia do valor dos demais itens que envolverão o negócio, como entrada, prestações, etc.

Nesse momento, você deve considerar diversos fatores, como localização, tamanho, número de quartos, de vagas na garagem e outros critérios que sejam importantes para a sua decisão como área de lazer ou piscina. Lembre-se também de que quanto maior for o preço, mais dinheiro você terá que gastar para quitar o saldo final do empréstimo.

Faça uma simulação

O passo seguinte para ter um apartamento financiado pela Caixa é fazer uma simulação. O banco oferece esta opção para os clientes e, felizmente, os simuladores são bem precisos e podem dar uma boa ideia de tudo o que é importante, sobretudo como ficará o parcelamento com o valor do imóvel que você escolheu.

Essa etapa é relevante principalmente para que você entenda se aquele imóvel cabe ou não no seu bolso e visualize o valor das prestações, o montante que será exigido como entrada e as taxas que são incluídas. É possível fazer isso pelo site do banco, mas vale lembrar que, caso você tenha dúvidas, o gerente da sua agência pode ajudar.

Aguarde a aprovação

Depois de fazer a simulação e decidir a unidade que deseja, você deve separar a documentação necessária. Para isso, será preciso realizar um cadastro e aguardar a aprovação, que demandará a análise do seu nome em sistemas de proteção ao crédito, a avaliação técnica do imóvel por um profissional designado pela CEF e outros trâmites.

Não fique muito ansioso, pois a Caixa Econômica Federal costuma demorar cerca de cinco dias úteis — ou mais — para dar uma resposta e conceder a pré-aprovação. Se tudo estiver certo, você receberá, oficialmente, todos os detalhes do negócio, como prazos de pagamento, valores de entrada e taxas de juros, por exemplo.

Assine o contrato

A última etapa é a celebração do contrato, que ocorrerá logo depois do crédito ser aprovado e da avaliação da engenharia ser devidamente finalizada. A Caixa Econômica Federal enviará os devidos formulários para coletar as assinaturas de todas as partes envolvidas, registrando o acordo no cartório de imóveis para liberação do crédito.

O processo conta com algumas taxas, como a cartorária, a da escritura e do ITBI (Imposto sobre Transações de Bens Imobiliários). Terminando tudo, o contrato deve ser enviado à instituição financeira, para que seja concluída a liberação do recurso. Depois, é só pagar as parcelas e fazer o gerenciamento adequado das suas finanças para não atrasar nenhuma prestação.

O que é a chamada amortização de parcelas?

O que é a chamada amortização de parcelas?

Como falamos no tópico acima, gerenciar as suas finanças e não atrasar as prestações é muito importante para manter o seu orçamento em dia. Uma estratégia muito importante para isso, sobretudo para quem estiver pensando a longo prazo, é a famosa amortização de parcelas, que tem a capacidade de reduzir o seu saldo devedor.

De uma forma resumida, amortizar o financiamento significa antecipar o pagamento, de forma que o valor original da dívida diminua. Com isso, os juros incidirão sobre uma quantia menor e, dessa maneira, as parcelas futuras ficarão mais baratas — sempre que tiver algum dinheiro extra, essa pode ser uma opção inteligente. 

Como funcionam os programas habitacionais?

Não dá para falar sobre um apartamento financiado pela Caixa sem mencionar os programas habitacionais do setor público, pois eles são disponibilizados, justamente, nesta instituição. O mais famoso deles é o Minha Casa Minha Vida, criado em 2009 e focado na aquisição de propriedades, especialmente por famílias de baixa renda.

Recentemente, o Governo Federal o reformulou e o transformou no Casa Verde e Amarela. O foco agora não é apenas a compra, mas também a regularização fundiária que formalizará imóveis com problemas legais e também a disponibilização de fundos para reformas e melhorias habitacionais, dando suporte necessário para quem já tem sua casa própria.

Como você pôde ver, ter um apartamento financiado pela Caixa Econômica Federal é uma opção bastante interessante, tendo em vista as vantagens que a instituição oferece para o brasileiro. Caso você se enquadre nas exigências de um programa habitacional, você consegue benefícios ainda melhores, como isenção de entrada e juros mais baixos.

Agora você já aprendeu tudo o que você precisa saber sobre apartamento financiado pela Caixa. Gostou do conteúdo? Então, que tal conferir também o nosso outro post que mostra o quanto você precisa guardar por mês para comprar o seu apartamento?

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *