Finanças para jovens: guia completo para comprar o primeiro apê

Finanças para jovens: guia completo para comprar o primeiro apê

Adquirir o próprio imóvel é o objetivo de muitas pessoas que desejam sair do aluguel. No caso dos jovens, o sonho do primeiro apê significa também ter mais liberdade, responsabilidade e segurança financeira, já que o mercado imobiliário é um dos mais sólidos do país. Se você quer comprar seu primeiro apartamento para construir o próprio patrimônio, portanto, essa é uma excelente maneira de começar.

Está pensando em adquirir seu primeiro imóvel em um futuro próximo? Então esse material foi feito sob medida para você! A seguir, você vai conhecer as principais vantagens de ter seu próprio apê, além de dicas para se planejar financeiramente e um passo a passo para garantir que seu sonho se torne realidade. Vamos começar?

Vale a pena comprar um imóvel ainda jovem?

A juventude é uma fase especial na vida de qualquer pessoa. Afinal, é durante esse período que costumam acontecer os momentos mais marcantes da vida adulta — e comprar o primeiro apartamento certamente é um grande marco nessa transição.

No entanto, muitos jovens se perguntam se vale mesmo a pena adquirir um bem tão valioso tão cedo. Se essa é uma das suas dúvidas, nós já adiantamos que investir no mercado imobiliário só trará bons frutos a você no futuro.

Confira abaixo as principais vantagens de comprar um apartamento quando jovem:

1. Os imóveis tendem a valorizar com o tempo

Você já deve ter notado que nos referimos à compra de um apartamento como “investimento” — e isso não é à toa. Esse é o tipo de bem que tende a valorizar com o passar dos anos, ou seja, depois de um tempo, é muito provável que seu imóvel esteja valendo bem mais do que você pagou.

Esse pode ser o primeiro passo para comprar, no futuro, um imóvel melhor usando o valor do primeiro como uma boa entrada, ou até mesmo permanecer com o seu apartamento e ter um bem de grande valor em posse para alugar.

2. Jovens podem ter maior facilidade para pagar

Grande parte dos jovens ainda não têm despesas com filhos e outras responsabilidades familiares. Por esse motivo, comprar um apartamento e pagar as parcelas pode ser uma excelente opção nessa fase da vida. Assim, enquanto o momento de ter uma família não chega, você investe no seu futuro e no seu patrimônio.

3. São sinônimo de estabilidade

Quem não deseja ter estabilidade financeira? A compra de um imóvel pode contribuir — e muito — para que esse sonho se torne realidade. Atualmente, o gasto com o aluguel é uma das despesas que mais pesa no bolso. Por isso, ter um apartamento próprio é uma forma de garantir mais tranquilidade e estabilidade no futuro. Mesmo que o apê seja pago em parcelas, só o fato de que você está investindo em algo que é seu traz muito mais tranquilidade e liberdade para pensar no futuro sem se preocupar com o dinheiro do aluguel.

4. Podem ser uma fonte de renda no futuro

Além da estabilidade e da tranquilidade de se ter um imóvel próprio, essa pode ser uma ótima maneira de começar a pensar em investimentos e fontes de renda extras para os próximos anos. Como você viu, um imóvel adquirido hoje tende a valorizar com o passar do tempo, podendo se tornar uma renda extra para você: em alguns anos, você poderá alugá-lo e se mudar para um apartamento maior, ou ainda vendê-lo para investir em um novo imóvel.

Fazer esse tipo de investimento enquanto jovem não vai garantir apenas uma estabilidade momentânea, mas também se tornar uma fonte de receita futuramente. E todos nós sabemos que ter uma renda extra traz muito mais tranquilidade financeira, certo?

5. Você paga por algo que é seu

Morar de aluguel pode até ser uma solução momentânea, mas, no longo prazo, o dinheiro gasto todos os meses não traz nenhum retorno. Nesse sentido, é muito mais interessante comprar e parcelar a compra de um imóvel. Você poderá investir um valor parecido com o que você pagaria do aluguel mensalmente, mas com uma diferença fundamental: após alguns anos, você terá pago por algo que é seu.

6. Mais liberdade e privacidade

Em algum momento na vida, você provavelmente sentirá a necessidade de sair da casa dos pais ou de não dividir mais um apartamentos com os amigos. Todos precisamos de liberdade e privacidade nessa fase, e tudo isso pode ser melhor aproveitado ao morar sozinho.

Ter o próprio apartamento na juventude traz essa sensação de liberdade que todo jovem busca, a tranquilidade de não precisar dar satisfações quando não quer e, o mais importante, de ter o próprio espaço e não se preocupar com o aluguel.

Como me planejar financeiramente para comprar um apartamento?

O planejamento é a base para conquistar o sucesso em todas as áreas da vida. Quando falamos em comprar um imóvel, portanto, isso não é diferente: é preciso se organizar financeiramente para descobrir qual tipo de imóvel você pode comprar no momento, quanto poderá gastar por mês e quando essa aquisição poderá ser feita.

A organização financeira é o grande segredo para o sucesso da sua compra, então não deixe de pensar em tudo com muita atenção e seguir seu planejamento à risca. Confira a seguir algumas dicas para fazer um bom planejamento financeiro e realizar seu sonho o mais rápido possível:

1. Defina suas metas

Antes de tudo, é preciso estabelecer seus objetivos. Quais são os sonhos que você deseja alcançar? Ao responder essa pergunta, você estará também priorizando suas necessidades. Se comprar um apartamento for uma delas, é preciso se preparar para chegar ao prazo final com a meta cumprida.

Nesse momento, ter calma e pensar bem é fundamental. Priorizar o imóvel é sim uma atitude inteligente, mas o planejamento deve vir acompanhado da consciência de que essa é uma aquisição de alto valor — ou seja, outras conquistas que também estão entre os seus sonhos podem ter que esperar mais um pouco.

2. Estabeleça prazos possíveis

Depois de definir quais são seus sonhos e estabelecer uma ordem de prioridade para eles, é hora de colocar prazos para cada conquista. Isso é importante para ajudar incentivar você a cumprir suas metas aos poucos e lembrar que todo sacrifício é feito em prol de um objetivo maior.

Faça algumas contas, analise sua situação financeira e consulte os corretores responsáveis pelos imóveis que você tem em vista: esses profissionais ajudarão você a definir a  melhor forma de pagamento e o melhor plano para a sua realidade. Assim, você será capaz de estimar uma data possível para realizar sua compra com mais segurança, diminuindo os riscos de não conseguir cumprir o prazo e acabar se frustrando.

3. Tenha uma planilha de gastos

Quem sabe onde gasta o próprio dinheiro tem muito mais controle sobre ele. Muitas vezes, gasta-se muito com coisas pequenas que, quando somadas ao final do mês, trazem surpresas assustadoras para o orçamento. Por isso, ter uma planilha de gastos pode ajudar a entender onde o seu dinheiro é gasto hoje, permitindo que você reveja essa situação para poupar mais.

Na sua planilha, coloque todos os seus gastos fixos mensais (água, internet, energia, gás, aluguel) e outras despesas, como academia, plano de saúde e demais contas a pagar. Depois, inclua aqueles gastos do dia a dia que são variáveis, como supermercado, restaurantes, compras pontuais, entre outros. É importante que você anote tudo o que for gasto para entender se há exageros e como retirá-los nos próximos meses para economizar.

Outra dica importante para colocar na planilha são os gastos futuros. Assim, caso você precise comprar um eletrodoméstico ou realizar um serviço em casa, planeje seus próximos meses para pagar essas contas e veja onde pode economizar para não perder o rumo dos gastos e chegar à sua meta.

4. Adquira o hábito de poupar

Chegou a hora de colocar seu planejamento em prática. Educar-se para poupar mais pode não ser uma tarefa fácil, mas é totalmente possível: basta estar disposto e ter consciência de que tudo será feito em prol da realização de um sonho.

Comece com as pequenas coisas: você pode substituir o almoço fora duas vezes na semana por uma comida feita em casa, ou levar lanches da tarde para o trabalho. Pode parecer difícil no começo, mas ao ver a economia, você certamente se empenhará ainda mais para poupar no próximo mês!

5. Corte alguns gastos

Observe sua planilha e veja se existe algum gasto, fixo ou variável, que você pode cortar. Há anos você paga academia e não frequenta? Está gastando muito no mercado com alimentos que acabam estragando e não são aproveitados? Pois saiba que até esses pequenos gastos do dia a dia podem ser os responsáveis pelo desperdício de dinheiro, comprometendo suas finanças.

Esse tipo de despesa pode significar muito no final do mês e ser crucial para a compra do seu apartamento. Por isso, estude sua planilha, observe seu comportamento e veja se é possível economizar em algo que não impactará na sua rotina.

Existe um passo a passo para comprar o primeiro apê?

Como você viu até aqui, comprar um imóvel é um grande desafio: trata-se de mostrar responsabilidade para arcar com um bem de alto valor e maturidade para poupar a ponto de ter disponibilidade para adquiri-lo. Por isso, é importante seguir algumas dicas para realizar essa compra com sucesso e sem dor de cabeça.

Veja nosso passo a passo para fazer um bom negócio e comprar seu primeiro apartamento no prazo estipulado:

1. Pesquise o mercado

Com seu planejamento financeiro em andamento, é hora de estudar o mercado imobiliário e analisar o preço por metro quadrado nos bairros onde você tem interesse de morar. Pesquise também sobre as formas de pagamento, instituições financeiras idôneas e boas construtoras. Na internet, existe uma infinidade de informações disponíveis sobre o assunto, então busque um site confiável para ficar por dentro do que você precisa para saber antes de fechar o negócio. Em caso de dúvidas, não hesite em falar com um corretor.

2. Decida-se entre novo e usado

É importante pesquisar os prós e contras de comprar apartamentos novos ou optar pelos antigos. Analise os preços e condições de pagamentos de ambos e busque entender qual deles é o mais indicado para o que você precisa no momento. Vale lembrar que comprar um apartamento na planta costuma ser mais barato do que adquirir um imóvel já pronto, então não deixe de verificar essa possibilidade com atenção.

3. Estude muito o modo de pagamento e o valor das parcelas

Outro ponto crucial na hora de comprar seu apartamento é escolher o modo de pagamento que mais atende as suas necessidades. A dica aqui é dar o máximo de entrada possível para que as parcelas sejam mais baixas e possam ser quitadas em menos tempo.

O corretor saberá informar sobre juros, valor das parcelas, se é preciso dar mais algum valor ao longo dos meses e muito mais. Todas as dúvidas referentes ao pagamento devem ser esclarecidas previamente, e você deve estar totalmente seguro quanto ao pagamento. Assim, você evita surpresas futuras e vive mais tranquilo, sabendo que poderá pagar o que foi combinado.

4. Escolha uma boa instituição financeira

Se você optar por parcelar a compra do imóvel, é essencial escolher uma boa instituição financeira. Pesquise o valor dos juros, a idoneidade da empresa e marque uma visita para entender como funciona esse tipo de pagamento. Não deixe de olhar também as reclamações sobre a empresa em mídias sociais e, se possível peça indicações para as pessoas.

5. Analise bem o apartamento e suas necessidades

Pronto, agora você está preparado para escolher seu apartamento! Para que ele seja como você sempre sonhou, foque em encontrar um imóvel que atenda suas necessidades pelo preço que você possa pagar.

Se o apartamento for antigo, não deixe de fazer uma boa inspeção nas partes elétrica e hidráulica para identificar possíveis problemas, seja para conseguir um desconto na compra ou até mesmo para negociar o conserto. Tenha em mente o que você precisa, o bairro que você prefere e o tamanho do apartamento. Sabendo o que quer, será bem mais fácil descartar o que não for compatível e economizar tempo.

Conclusão

Comprar o primeiro apartamento é uma decisão muito importante na vida de um jovem, mas trata-se de algo totalmente possível. Elaborando um bom planejamento e seguindo as dicas deste material, encontrar o apê ideal para o seu perfil será uma tarefa fácil. Animado para correr atrás do seu sonho com mais tranquilidade financeira? Em caso de qualquer dúvida, pode contar com a gente!

O programa Minha Casa Minha Vida é um grande facilitador para quem deseja adquirir o primeiro imóvel. Neste material, apresentamos os principais aspectos que regem esse projeto, principalmente por meio do destaque a renda, subsídios, valores máximos a serem financiados, documentação e outros critérios relevantes.

O objetivo de apresentar esses detalhes é evidenciar o que você precisa fazer para ter seu financiamento aprovado e enquadrado nas regras do MCMV. Afinal, você pagará taxas de juros reduzidas e ainda pode ter uma parte do valor quitada pelo próprio governo federal.

Agora que você compreende os critérios a serem cumpridos nesse programa, que tal começar a tirar suas ideias do mundo dos sonhos e colocá-las em prática? Aproveite os benefícios e adquira agora o seu primeiro imóvel!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *