Afinal, ainda vale a pena investir em imóveis em 2018?

Afinal, ainda vale a pena investir em imóveis em 2018?

Ao longo dos últimos anos, assistimos um cenário desolador para quem optou por investir em imóveis. Devido à crise econômica, houve uma forte queda no preço dos aluguéis e no próprio preço médio das unidades imobiliárias à venda. Iniciado o ano de 2018, resta a pergunta: vale a pena investir em imóveis?

Bem, alguns elementos do atual cenário apontam para mudanças positivas. Neste post, listaremos algumas delas e explicaremos em detalhes os motivos de tal otimismo para este ano. Confira!

Taxa de juros em queda

A taxa básica de juros — a famosa Selic — vem sofrendo sucessivas quedas ao longo dos últimos meses, chegando a impressionantes 7% em dezembro de 2017 (em julho de 2015, esse percentual era de 14,25%). Isso torna extremamente desinteressante os investimentos em renda fixa, como a poupança e o Tesouro Direto, pois eles são fixados pela Selic.

Com isso, quem pensa em investir seu suado dinheiro sem correr grandes riscos e, ao mesmo tempo, fazer seu capital render deve encontrar alternativas. Os imóveis acabam sendo a saída mais óbvia devido à familiaridade que a maioria das pessoas tem com esse tipo de investimento.

Diminuição vertiginosa nos preços dos imóveis

Comprar na baixa e vender na alta. Quem nunca ouviu essa máxima? Essa lógica pode ser empregada, sobretudo, no mercado imobiliário. Olhando para o cenário atual, vemos os preços médios por metro quadrado caindo de forma considerável, embora existam sinais de recuperação, como mencionado anteriormente.

Observe, por exemplo, o levantamento realizado pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), denominado Índice Geral do Mercado Imobiliário Residencial (IGMI-R). Segundo essa pesquisa, ao longo de 2017, houve uma queda de 1,03% no preço dos imóveis residenciais de mais de 4 mil municípios brasileiros.

Entre 2014 e 2016, houve uma queda ainda mais acentuada. O que isso significa? Significa que a hora de comprar é agora. Mas atenção: comprar para investir e comprar para morar são coisas bem diferentes. Afinal, se o preço dos imóveis e dos aluguéis está caindo, não é interessante pensar em um retorno financeiro a curto prazo.

Por outro lado, quem pensa em adquirir um imóvel para, simplesmente, utilizá-lo como moradia, poderá fazer um ótimo negócio. Em matéria veiculada na revista Exame, especialistas apontam que é possível conseguir descontos em casas e apartamentos de até 50% sobre o preço anunciado.

Muitas pessoas podem achar que esse percentual seja um exagero, mas, pensando pela perspectiva dos proprietários, não é bem assim. Tenha em vista que um imóvel “parado” só gera despesas, como IPTU e manutenção.

Momento de recuperação do mercado

Como mencionamos, o preço médio dos imóveis sofreu fortes quedas ao longo dos últimos anos. Em 2017, tivemos uma desaceleração dessas quedas e alguns indícios de reaquecimento do mercado. Para 2018, indicadores da própria economia e do mercado imobiliário apontam para um ano de recuperação. Confira alguns números:

  • a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) divulgou que, em 2017, foram lançados cerca de 73 mil imóveis em todo o país; esses números representam um crescimento de quase 5% em relação a 2016;
  • a mesma associação informou que o ritmo das vendas também cresceu; em relação a 2016, o aumento em 2017 foi de mais de 20%;
  • em São Paulo, um dos principais mercados do país, no ano de 2017, os lançamentos de empreendimentos cresceram 11% em relação a 2016; os números são do Sindicato da Habitação (Secovi-SP).

Para concluir este post, nos propomos a responder à pergunta feita na introdução. Afinal, vale a pena investir em imóveis? Analisando atentamente todas as informações aqui trazidas, podemos perceber que 2017 foi marcado por uma tímida recuperação e que 2018 pode ser o último ano de mercado imobiliário desaquecido.

Na prática, isso significa que quem pensa em investir terá apenas alguns meses para conseguir encontrar preços muito abaixo daqueles encontrados em cenários de normalidade. Então, se esse é o seu caso, não perca tempo e comece a pesquisar imóveis com o seu perfil!

Depois de toda essa discussão sobre se vale a pena investir em imóveis ou não, convidamos você a nos seguir em nossas redes sociais: Facebook, Google+, Twitter, YouTube, Instagram, Flickr e LinkedIn.

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

2 comentários em “Afinal, ainda vale a pena investir em imóveis em 2018?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *