Como financiar um apartamento? 7 dicas que você precisa saber

Como financiar um apartamento? 7 dicas que você precisa saber

Organizar as finanças é um grande desafio para boa parte das pessoas nos dias de hoje, sobretudo quando há a intenção de conquistar um imóvel. Por isso, se esse for o seu caso, conhecer algumas dicas práticas de como financiar um apartamento pode ser muito importante.

Para muita gente, a única forma de se tornar um proprietário é por meio desse tipo de financiamento imobiliário, mas é preciso fazer de uma forma inteligente, pois há um o compromisso de pagar muitas parcelas em longo prazo. Continue lendo o artigo e descubra como fazer isso!

Verifique o seu Cadastro Positivo

1. Verifique o seu Cadastro Positivo

Uma das principais dicas práticas de como financiar um apartamento consiste em conhecer e fazer bom uso do chamado “Cadastro Positivo”. Essa é uma ferramenta relativamente recente, mas de grande utilidade, tendo em vista que veio com a intenção de complementar e ampliar o acesso das pessoas aos financiamentos.

Se em outros tempos as pessoas tinham apenas o receio de estarem com o nome sujo nos serviços de proteção, agora também há essa opção, com o objetivo de informar também a pontualidade do consumidor no pagamento de suas contas, bem como registrar seus compromissos e hábitos, listando quem cumpriu seus compromissos em dia.

Para usar o Cadastro Positivo, você deve conceder a autorização em organizações que trabalham nesse segmento, como o SPC e o SERASA, cadastrando suas informações de maneira precisa e clara. Assim, você abre um histórico financeiro básico, ampliando as suas chances de conseguir a aprovação no banco de sua escolha.

Tenha conta no banco escolhido

2. Tenha conta no banco escolhido

O passo seguinte consiste em ter uma conta no banco que você escolheu para fazer o financiamento do seu apartamento. Embora isso não seja obrigatório, é algo que pode pesar na hora da aprovação, em especial se você tiver uma boa quantia guardada ou investida, assim como um emprego que facilite a comprovação de renda.

O relacionamento com a instituição e com o gerente da agência são aspectos positivos, que contribuem para uma melhor avaliação do seu potencial em pagar as parcelas em dia. No Brasil, a Caixa Econômica Federal é o maior concessor de empréstimos imobiliários, oferecendo taxas de juros mais baixas e até programas governamentais.

Reúna a documentação necessária

3. Reúna a documentação necessária

Não é novidade para ninguém que o mercado de imóveis tem as suas burocracias, não é mesmo? Com o financiamento imobiliário, o ideal é que você tenha em mãos os principais documentos, até para trazer mais celeridade e ter um pouco mais de facilidade durante o processo.

Cada instituição pode fazer algumas exigências específicas, mas, em linha gerais, existem alguns itens que são comuns a todas. Além de RG (Registro Geral) e CPF (Cadastro de Pessoa Física), costumam entrar nessa lista os comprovantes de renda, extratos bancários, declarações de Imposto de Renda e holerites entre outros.

Decida qual a unidade desejada

4. Decida qual a unidade desejada

Escolher o imóvel que você quer comprar também é uma das principais dicas práticas de como financiar um apartamento. Embora isso possa soar bastante óbvio, o fato é que essa decisão tem um peso importante, pois todas as etapas seguintes levarão em conta o imóvel em questão, sua documentação e o seu valor de mercado.

Lembre-se de que o valor das prestações não pode ser superior, na maioria dos casos, a 30% de sua renda. Sendo assim, você não pode escolher uma casa ou apartamento que ultrapasse esse percentual, por mais que você goste do local. Além disso, propriedades com problemas legais também não são elegíveis para financiamento.  

Transforme a simulação do financiamento

5. Transforme a simulação do financiamento

Um dos erros mais comuns que as pessoas cometem ao optarem por um financiamento imobiliário é aceitar e assinar contrato com a primeira instituição que encontram. Obviamente, isso é pouco inteligente, sobretudo se pensarmos que essa é uma aquisição de valor elevado e que gera impacto por muitos anos ou mesmo décadas.

Felizmente, existem construtoras de confiança, como a MRV, que oferece toda estrutura e informação necessária para você conquistar seu imóvel. Com ela, você pode simular, mesmo sendo autônomo, além de conhecer o empreendimento que deseja comprar com total praticidade, até porque existem formas interativas de fazer isso.

O sistema do My Home Experience e o de Planta Interativa, por exemplo, oferecem a possibilidade de mostrar os apartamentos e suas plantas com riqueza de detalhes, mesmo que você esteja a muitos quilômetros do local. Você pode verificar se a região que você deseja tem essa solução, acessando o nosso site.

Espere pela aprovação do seu pedido

6. Espere pela aprovação do seu pedido

Uma vez que você fez simulações e decidiu qual é a melhor instituição bancária para o seu perfil, chegou a hora de formalizar o processo e solicitar o financiamento. Os prazos são variáveis, mas algumas organizações, como a Caixa Econômica Federal, não costumam levar mais do que cinco dias úteis para dar a resposta da pré-aprovação.

Além dos seus documentos pessoais e da verificação se o seu nome não apresenta restrições no mercado, o próprio imóvel que você manifestou interesse será avaliado, tanto para saber se é uma propriedade elegível para ser financiada quanto para saber se o valor estipulado está condizente com o que é praticado no mercado. 

Assine o contrato e comece a pagar

7. Assine o contrato e comece a pagar

Por fim, uma vez que a sua solicitação foi devidamente aprovada, você pode assinar o contrato e, finalmente, adquirir sua casa própria. Lembre-se que, ainda que você esteja fazendo uma compra importante e que vai gerar patrimônio para sua família, esse é um grande compromisso, que perdurará por muitos anos.

Agora, você deverá quitar, mensalmente, as parcelas do empréstimo, por um período que costuma superar décadas. Por isso, caso você não esteja seguro ou tenha dúvidas quanto aos procedimentos, contar com a ajuda profissional de uma imobiliária e/corretores com boa expertise pode ser uma opção mais sensata e inteligente.

Ao seguir essas dicas práticas de como financiar um apartamento, você pode vencer esse processo burocrático e adquirir o imóvel que você deseja, com a possibilidade de pagar tudo em parcelas, divididas por muito tempo!

Gostou de aprender dicas práticas de como financiar um apartamento? Então, não deixe de conferir nosso outro post com 7 pontos para analisar ao adquirir seu primeiro apartamento!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *