Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Entenda por que o financiamento Caixa é a melhor opção para o MCM

Entenda por que o financiamento Caixa é a melhor opção para o MCMV

Comprar um imóvel é o sonho de muitas pessoas, mas nem sempre o saldo no banco anima os sonhadores. Por isso, muitos compradores optam por linhas de crédito imobiliário, como o financiamento da Caixa, por meio do programa Minha Casa Minha Vida.

No entanto, para aderir a esses financiamentos é necessário atender algumas exigências, e este artigo vai ajudá-lo a entender melhor os requisitos para financiar imóvel pela Caixa. Então, prossiga a leitura e descubra os aspectos fundamentais para a conquista do apartamento próprio!

Financiamento Caixa: a que se destina?

Existem muitos financiamentos da Caixa, para diversos objetivos. Neste artigo, focaremos apenas no Minha Casa Minha Vida, onde o interessado deve ter renda mensal de, no máximo, R$9 mil. No entanto, algumas regras mudam de acordo com o rendimento do interessado, veja!

Renda de até R$1.8 mil

Além de já ter feito o cadastro no programa Minha Casa Minha Vida na prefeitura de sua cidade ou de forma online, o cidadão deve obedecer às seguintes exigências:

  • não pode ser proprietário de imóvel;
  • não pode estar cadastrado do Cadastro Nacional de Mutuários (Cadmut);
  • não pode ser beneficiário de outro programa habitacional – Cohab, por exemplo;
  • não pode ser arrendatário do Programa de Arrendamento Residencial (PAR);
  • não pode possuir outro financiamento imobiliário;
  • não pode ter o nome inscrito no Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados do Setor Público Federal (Cadin);
  • não pode ser funcionário e nem cônjuge de funcionário da Caixa.

A documentação exigida para esse financiamento da Caixa é simples: RG, CPF, comprovante de renda e Cadastro Único — para fazer o Cadastro único procure o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) de sua cidade.

Renda de até R$9 mil

Se a sua renda mensal for superior a R$1.8 mil você pode ir direto a uma agência da Caixa ou a uma construtora. É muito importante já ter escolhido um imóvel, pois isso ajuda na hora de calcular o valor do financiamento.

Quem possui renda familiar entre R$6.5 mil e R$9.0 mil pode usar recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) como subsídio do financiamento Caixa — o valor de entrada para imóveis usados é de 50%.

O valor do imóvel objeto do financiamento Caixa não pode ser superior ao divulgado pelo banco. Essa quantia muda de acordo com a região em que a casa ou apartamento está localizado. Nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal, por exemplo, o valor máximo é de R$240 mil. Já nas capitais do Norte e Nordeste o teto máximo é de R$180 mil.

Documentação exigida

Nessa faixa de renda a documentação necessária inclui documentos pessoais, comprovações de rendimentos e documentos do imóvel pretendido. Veja, a seguir, os documentos comumente solicitados.

  • RG;
  • CPF;
  • comprovante de renda;
  • declaração do Imposto de Renda ou recibo de entrega;
  • escritura do imóvel desejado.

Qual é a taxa de juros do financiamento Caixa?

A taxa de juros varia de acordo com a renda familiar, sendo menor na faixa de ganhos mais baixa. Dessa maneira, temos:

Faixa 1 e 1,5

Quem possui renda familiar mensal entre R$1.8 e R$2.6, tem taxa de juros que pode variar entre 5% e 5,5%.

Faixa 2

Rendas de R$2.7 mil a R$3 mil têm taxa de 6% a.a., enquanto aquelas entre R$3.6 mil e R$4 mil têm taxas anuais de 7%.

Faixa 3

  • R$4 mil a R$7 mil: taxas anuais de 8,16%;
  • R$6,5 mil a R$ 7 mil: as taxas anuais permanecem em 8,16%.

O financiamento Caixa mudou a vida de muitos brasileiros, já que o sonho de ter a casa própria se tornou realidade até para quem tinha poucos recursos. Afinal, as taxas de juros são atrativas e o processo não é tão burocrático, como nos demais financiamentos.

Vantagens do financiamento da Caixa para o MCMV

A Caixa Econômica Federal é um dos principais agentes financeiros a operar crédito habitacional no país. Isso confere tradição à instituição e vantagens aos que a procuram em busca de realizar o sonho da casa própria.

Esses benefícios incluem aspectos que se traduzem em condições atrativas e maior agilidade ao processo de financiamento. Conheça esses benefícios e saiba o que pode agregar à compra do seu futuro lar!

Atendimento especializado

Decidir pelo financiamento da Caixa é contar com ampla assistência na hora de adquirir o seu imóvel. O banco governamental disponibiliza canais de atendimento telefônico nos quais você tira dúvidas e obtém orientações de forma fácil e ágil.

Por operar uma imensa quantidade de financiamentos e estar ligada aos programas habitacionais do governo, a Caixa trabalha com alto nível de eficiência para analisar as solicitações de crédito. Isso quer dizer que ela oferece a agilidade que você precisa para comprar o seu imóvel.

Condições diferenciadas para o seu financiamento

Somadas a essas vantagens de financiar imóvel com a Caixa, os adquirentes também contam as condições especiais que só o banco proporciona, como as taxas do financiamento posicionadas entre as mais competitivas do mercado.

O prazo para o pagamento da propriedade, que chega a se estender por até 35 anos, é mais um benefício usufruído por quem compra na Caixa.

Mais uma vantagem de comprar um imóvel financiado pela Caixa é conseguir o crédito tanto para as moradias em áreas urbanas quanto situadas nas rurais. Basta comprovar residir ou trabalhar na região onde pretende realizar a aquisição imobiliária para solicitar o financiamento.

Como contratar o MCMV na Caixa?

Fazer um financiamento da Caixa demanda satisfazer uma série de critérios, assim como apresentar documentações e atestar capacidade de pagamento. Com tudo em ordem, é iniciado o processo de aprovação do crédito imobiliário que resultará na compra da residência.

Por se tratar de um procedimento condicionado a certas exigências, ele costuma gerar algumas dúvidas. Por isso, listamos as principais questões sobre o tema, acompanhadas dos respectivos esclarecimentos. Confira esses pontos relevantes que preparamos!

Quem pode solicitar um financiamento da Caixa?

Todo brasileiro maior de idade, seja ele nato ou naturalizado, e os estrangeiros com visto permanente no país, podem requisitar o crédito imobiliário da Caixa. Além disso, é preciso ter o nome limpo, ou seja, sem restrições junto aos órgãos de proteção ao crédito.

Também é necessário estar em dia com a Receita Federal e atestar ter condições de pagar as prestações mensais.

Como é o processo do financiamento?

Escolhido o imóvel onde pretende morar, o próximo passo é juntar toda a documentação para dar entrada no pedido de financiamento junto à Caixa. Essa fase é a da entrega da documentação, que antecede a análise do crédito.

É durante essa análise que a Caixa verifica e aprovara o cadastro do comprador, assim como avalia e define o valor que será financiado. Esse montante depende da capacidade de pagamento atestada na comprovação de renda — ou seja, está diretamente ligado a quanto ganham os participantes na aquisição.

Tudo certo até essa etapa, o banco dará procedimento a avaliação do imóvel a ser comprado para verificar se ele está de acordo com os requisitos para a concessão do financiamento. Com essas etapas cumpridas, é hora de assinar o contrato e providenciar o registro desse documento no Cartório de Registro de Imóveis.

Já com o contrato registrado, o comprador leva uma via à agência da Caixa onde requisitou o financiamento, apresenta a certidão do cartório atestando a alienação do imóvel ao banco com a papelada da liberação do FGTS — caso opte pela utilização desse recurso.

Como o FGTS pode entrar no financiamento?

O FGTS pode ser utilizado de duas maneiras em um financiamento imobiliário: para a amortização do saldo devedor, ou seja, para abater parte do valor das mensalidades, ou para ser usado no pagamento das parcelas do financiamento, desde que 3 delas estejam atrasadas. Nessa situação, podem ser pagas até 12 prestações do crédito imobiliário, com os recursos do Fundo.

Ao que se atentar após a aquisição do imóvel?

O contrato de financiamento imobiliário deve ser lido atentamente, pois ele aponta os direitos e deveres relacionados à operação de crédito. Essas regras devem ser observadas, pois são condições essenciais para o bom andamento do período de financiamento.

Entre essas regras, destacamos a obrigatoriedade de ocupação do imóvel em, no máximo, 30 dias após a contratação do financiamento. Essa norma se aplica aos imóveis comprados por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e pelo programa Minha Casa Minha Vida.

É importante lembrar que ambas as linhas de crédito exigem que o comprador resida no imóvel adquirido. Caso contrário, o bem pode ser retomado pelo banco por quebra contratual. Além disso, é indispensável pagar com regularidade os encargos mensais da moradia, bem como mantê-la em boas condições de conservação.

O que acontece em caso de atraso das prestações?

O não pagamento das parcelas do imóvel financiado gera multa e juros que terão valores correspondentes ao tempo de atraso. Esses débitos em aberto podem ocasionar, ainda, a inclusão da dívida nos cadastros restritivos de crédito, como o SERASA e outros órgãos.

Além disso, a compra de imóvel por meio de financiamento prevê a alienação fiduciária do bem. Isso significa que você pode usar livremente o apartamento ou a casa adquirido, mas a propriedade só passa para o seu nome quando você quitar o débito assumido com o banco.

Então, se acontecer de as prestações atrasarem demais e não for possível acertar esses débitos, o banco terá o direito de ficar com o imóvel. Claro que, antes disso, você terá todo o apoio do banco para negociar a dívida e prosseguir com o tão sonhado imóvel.

Agora que você entendeu como funciona o financiamento da Caixa, já pode se planejar para realizar o sonho da casa própria. Essa conquista é determinante para a qualidade de vida, pois agrega mais estabilidade e segurança para toda a família. Afinal, morar no que é de vocês quer dizer maior autonomia sobre a moradia e menores preocupações com o futuro.

Entre, agora, em contato com a MRV, e deixe a maior construtora do país ajudar você a realizar o sonho de moradia!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.