Os erros mais comuns ao fazer um financiamento imobiliário

Os erros mais comuns ao fazer um financiamento imobiliário

O financiamento imobiliário já é uma coisa acessível para muita gente, e atualmente basta que você apresente um comprovante da renda mensal e tenha o valor mínimo para dar a entrada na compra do apê. Mas apesar desse processo ser relativamente simples, é essencial ter cuidado para não cometer alguns erros e não ter problemas na realização do sonho da casa própria.

Para te ajudar a passar longe disso, listamos aqui alguns dos erros mais comuns na hora de fazer um financiamento imobiliário. Confira!

Falta de planejamento para assumir a dívida

Antes de solicitar o financiamento imobiliário, faça um planejamento financeiro bem estruturado para ter pleno conhecimento de como está a situação do seu bolso e como o valor desse investimento vai impactar no seu orçamento. Dessa forma, será mais fácil se preparar para conseguir pagar todas as parcelas e não ficar apertado, ou estender ainda mais a dívida.

Também é muito importante fazer todo o processo com tranquilidade, verificando sempre os requerimentos do contrato, principalmente.

Demora na entrega de documentos

Esse também é um erro muito comum que pode atrasar a assinatura da carta de crédito. Para evitar a demora na entrega dos documentos, é fundamental já deixá-los separados assim que decidir qual vai ser a sua forma de financiamento imobiliário. Para não gerar dúvidas e complicações, tenha em mente os principais documentos exigidos pela maioria das instituições financeiras:

  • documento de identidade (RG ou CNH);
  • CPF;
  • comprovante do endereço atual;
  • cópia da declaração do imposto de renda;
  • holerites dos últimos meses.

Omissão de informações de dívida ativa

Omitir informações importantes relacionadas a qualquer dívida ativa que você tenha durante o processo de financiamento é muito prejudicial para conseguir a aprovação do crédito, visto que não é permitido que o comprador tenha nenhuma restrição cadastral. A omissão vai causar atrasos para liberar o benefício. Assim, para evitar o contratempo, verifique se existe prováveis impedimentos no seu banco.

Ou seja, aquele planejamento financeiro que citamos não pode deixar de contemplar essa parte e você precisa pagar quaisquer dívidas existentes antes de realizar o financiamento.

Assumir parcelas maiores do que pode pagar

A primeira preocupação que aparece para quem quer financiar a compra de um apartamento é o valor da prestação e suas parcelas. Esse medo é tão popular que a Caixa Econômica Federal disponibilizou um simulador para que assim você possa ter uma noção da quantia que vai pagar a cada mês no financiamento, focando no valor do imóvel, sua idade e renda, além do prazo final de todo o processo.

Além disso, você precisa ter em mente que terá outras despesas além das parcelas do financiamento. Por exemplo, vai gastar com os trâmites do cartório, a mudança, móveis novos, redecoração, consumo de energia elétrica e água, condomínio, entre outros.

O bom planejamento reduz consideravelmente esses problemas na hora de solicitar o crédito para financiar seu apê. É sempre bom pesquisar mais sobre o assunto e procurar por instituições financeiras de confiança ou alguma construtora que faça o processo diretamente.

Você ainda tem dúvidas sobre o financiamento? Conte para nós quais são elas!

 

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *