Entenda como funciona o simulador Minha Casa Minha Vida

Entenda como funciona o simulador Minha Casa Minha Vida

O simulador Minha Casa Minha Vida é uma ferramenta disponibilizada pela Caixa para que você possa projetar o valor das parcelas do seu financiamento habitacional. As simulações podem ser feitas para diferentes linhas de financiamento e prazos.

Esse recurso é muito importante para quem ainda está na dúvida sobre o impacto financeiro de um investimento de longo prazo, como é o caso da maioria das linhas de crédito. Para facilitar sua navegação por essa ferramenta, preparamos uma espécie de passo a passo.

Nos próximos tópicos, também falaremos sobre as características dos fatores de correção aplicados nos diferentes tipos de financiamento e as etapas que devem ser cumpridas para acessar seu financiamento via Caixa. Confira!

Quais são as vantagens de usar o simulador Minha Casa Minha Vida?
Quais são as vantagens de usar o simulador Minha Casa Minha Vida?

Como já destacado, o simulador Minha Casa Minha Vida veio para facilitar a vida de quem está pensando em realizar o sonho da casa própria com a ajuda desse programa. A grande vantagem da ferramenta disponibilizada pela Caixa é permitir que o potencial comprador visualize o valor das parcelas com o passar dos anos e a evolução do abatimento do saldo devedor.

Quem está se planejando para fazer esse investimento precisa dimensionar quanto do seu rendimento mensal pode ser comprometido com as parcelas. Tal projeção deve ser feita em uma escala de anos.

Que opções de crédito imobiliário via Caixa Econômica Federal estão disponíveis?

Que opções de crédito imobiliário via Caixa Econômica Federal estão disponíveis?

A Caixa Econômica Federal, em suas diferentes linhas de financiamento imobiliário, permite que o comprador adquira não somente imóveis, mas também tome crédito para reformar ou ampliar a casa própria e adquirir terreno ou imóvel na planta. Acompanhe um resumo dessas condições:

  • aquisição de imóvel novo ou usado: financiamento para a compra de imóvel;
  • aquisição de lote urbanizado: financiamento para a compra de lote urbanizado (terreno dotado de infraestrutura, vias de acesso, soluções para abastecimento de água, energia elétrica, esgoto pluvial e sanitário);
  • aquisição de terreno e construção: financiamento para a compra de terreno (lote urbanizado) juntamente à construção do imóvel;
  • construção em terreno próprio: financiamento da construção de imóvel para clientes que já têm a escritura definitiva do terreno (lote urbanizado);
  • reforma e/ou ampliação: financiamento de obra ou serviços que resultem na melhoria e/ou aumento da área construída do imóvel, para clientes com escritura definitiva.

Qual é o passo a passo do simulador Minha Casa Minha Vida?

1. Dados iniciais

Informe se o financiamento é destinado para pessoa física ou jurídica, além de especificar as características da propriedade (residencial ou comercial) e seu valor estimado. Também será necessário informar a cidade onde o imóvel está sediado.

2. Dados pessoais

Na seção destinada a informar os dados pessoais, é preciso preencher os campos do formulário com CPF, data de nascimento e renda bruta familiar mensal. Também é necessário confirmar algumas condições de elegibilidade para acesso ao financiamento, como ter trabalhado por três anos sob regime CLT (somado todos os períodos de sua vida funcional) e não ter sido beneficiado por nenhum programa habitacional do Governo Federal.

 3. Opções de financiamento

Preenchidos os campos anteriores, será apresentada uma extensa lista de opções para o financiamento. A primeira delas, com menores taxas de juros, é voltada a quem já mantém um relacionamento bancário com a Caixa.

Frente a essas opções, a questão que requer mais atenção é o tipo de indexador do financiamento. Temos duas possibilidades:

  • a Taxa Referencial (TR);
  • o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA).

A primeira delas é a mais comum, pois a TR é uma taxa que sofre menos oscilações ao longo do tempo. Já o IPCA, índice oficial de inflação, apresenta muitas variações em função da conjuntura econômica, o que deve servir de alerta para quem pensa em escolher tal forma de correção.

Quanto a isso, vale fazer algumas considerações importantes. Ainda que o IPCA venha se mantendo em níveis razoáveis por uma série histórica de quase 20 anos, nada garante que esse padrão vá se repetir daqui para frente. O Brasil, inclusive em um passado não tão distante, conviveu com inflação galopante.

Imagine que hoje você contrate um crédito imobiliário indexado pelo IPCA exatamente no patamar atual (3% no acumulado dos últimos 12 meses) e, passados alguns anos, esse percentual seja 4, 5 vezes maior. Na prática, isso representaria uma “explosão” no valor da parcela do seu financiamento, que ficaria consideravelmente mais caro.

4. Resultados 

A última parte da simulação apresenta os resultados para o tipo de financiamento escolhido na seção anterior. O tempo padrão do financiamento simulado é de 420 meses ou 35 anos, sendo que você poderá alterar esse intervalo de tempo em um dos campos da seção de resultados.

O sistema também exportará uma tabela na qual a pessoa pode visualizar o valor de cada uma das parcelas para cada um dos meses que durar o financiamento. Outra coluna informa a evolução do abatimento do saldo devedor.

A propósito, o sistema de amortização geralmente empregado é SAC Sistema de Amortização Constante , em que o valor das prestações é decrescente, uma vez que os juros diminuem a cada parcela.

Com os resultados da simulação, também se torna possível conferir qual é o peso de cada encargo sobre a parcela do financiamento. Há uma distinção entre o que são os juros bancários, o custeio do valor financiado, a taxa de administração e o seguro habitacional.

Outra consideração importante é que o resultado da simulação não configura uma proposta. Para saber quais são os termos do financiamento contratado na prática, é preciso contatar a Caixa Econômica Federal e iniciar as tratativas.

Com este conteúdo, esperamos ter trazido os melhores esclarecimentos a respeito do simulador Minha Casa Minha Vida. Como destacado ao longo artigo, a simulação é um passo importante para quem está planejando adquirir um imóvel via financiamento, pois permite visualizar qual é o impacto financeiro das prestações ao longo dos anos.

E aí, já fez sua simulação? Para continuar ampliando seus conhecimentos, que tal conferir como calcular as parcelas do financiamento imobiliário? Boa leitura e até a próxima!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *