Qual a melhor forma de comprar o primeiro imóvel?

Qual a melhor forma de comprar o primeiro imóvel?

Sair do aluguel é um sonho que muitos brasileiros compartilham e, para realizá-lo, há muitos esforços e um planejamento responsável que precisa ser feito. Quem está nesse caminho sente dúvidas sobre a melhor forma de comprar o primeiro imóvel, desde a escolha do apartamento até a forma de pagar. É comum se sentir um pouco perdido, afinal, o investimento é importante!

A conquista de um imóvel precisa começar a ser pensada bem antes do momento de pagar por ele. Nessa fase prévia se pensa nos custos que ele vai gerar, enquanto na hora da escolha é preciso avaliar a região, o tipo de imóvel e até mesmo as comodidades que ele oferece. Com essas duas etapas concluídas, é hora de avaliar a melhor forma de pagamento, fase decisiva e que conclui o negócio.

Neste conteúdo você entenderá quais avaliações compõem cada uma dessas fases, do planejamento até o pagamento do primeiro imóvel. Confira tudo a seguir!

O que considerar antes de comprar o primeiro imóvel?

O que considerar antes de comprar o primeiro imóvel?

Pensando em comprar um imóvel? Antes de fazer esse grande investimento é necessário observar alguns detalhes para realizar um bom negócio. Você sabe bem a importância dessa conquista na sua vida, por isso entende também que a compra deste imóvel precisa sair de modo perfeito. Para isso, no entanto, há alguns detalhes que devem ser pensados com calma por você.

O apartamento será seu novo mundo, o que faz com que seja importante pensar em pontos como a segurança da região, a acessibilidade, além também das questões financeiras, afinal, ele precisa caber no seu bolso. A melhor forma de comprar o primeiro imóvel é pensar bem antes e analisar alguns pontos importantes, esses que mostramos a seguir.

Segurança da região

A segurança é uma prioridade para qualquer um, especialmente para quem vai se mudar com a família para o novo local. Chegar a qualquer hora, poder descer e fazer qualquer coisa a pé, ter tranquilidade com filhos circulando pela região são algumas das preocupações principais. Por isso, antes de escolher o imóvel, não dá para deixar de se certificar sobre como a região funciona.

É totalmente possível encontrar bons empreendimentos sendo construídos, ou até mesmo já prontos, em regiões mais seguras, seja no interior, seja em áreas metropolitanas. Essa busca deve ser feita com calma e baseada em informações de fontes seguras. Assim, você tem a certeza de que sua vida no próximo imóvel será com a melhor qualidade possível.

Preço

O preço é sempre um fator importante na busca de um apartamento, afinal, se ele estiver muito acima das sua realidade pode ser difícil pagar. De início, o que você precisa saber é que há uma grande oferta de imóveis de diferentes tamanhos, estilos e em regiões das mais variadas. Na prática, isso significa que é possível encontrar um local que esteja dentro das suas possibilidades.

Avalie o preço considerando sempre os principais fatores que impactam nele, sendo alguns dos principais e mais importantes:

  • cidade;
  • bairro;
  • tamanho do imóvel;
  • infraestrutura do condomínio;
  • tempo da construção;
  • prontos, na planta ou em construção (projetos em andamento são mais baratos).

Você sabe quais são suas possibilidades financeiras, ou seja, conhece suas limitações e entende bem qual faixa de preço está ao seu alcance.

Formas de pagamento

A forma de pagamento do imóvel é tão importante quanto o preço, afinal, é possível pagar por um apartamento durante alguns anos, facilitando muito a aquisição. Se trata muito mais do custo que o imóvel gera para os compradores mensalmente do que o valor total, especialmente em financiamentos, uma das modalidades mais comuns de aquisição.

Procure um imóvel que tenha maior facilidade em ser pago, o que significa mais opções de forma de pagamento disponíveis. Você pode, naturalmente, pagar a vista, mas também pode optar por financiar e ter uma folga financeira maior, realizando essa aquisição ao longo dos anos. O importante mesmo é poder escolher, e essa possibilidade deve ser avaliada antecipadamente.

Custo-benefício

Preço é quanto o imóvel custa, valor é quanto ele vale, considerando infraestrutura, região, entre outros pontos, mas custo-benefício, você entende bem esse conceito? Bem, ele é o que aponta se o quanto você pagará pelo imóvel faz sentido em relação a tudo que você terá em troca com a aquisição desse apartamento. Se trata de uma análise simples: realmente, vale a pena?

Hoje, há ótimos apartamentos, com uma infraestrutura excelente, mas que não são tão caros. Por exemplo, se você for uma pessoa solteira e sem filhos, por que optar por um apartamento muito grande e, consequentemente, caro? Nessa situação, o ideal é optar por algo confortável e mais barato. A relação custo-benefício envolvida no apartamento precisa ser boa!

Infraestrutura

Em grandes metrópoles, durante uma rápida pesquisa, você pode encontrar bons apartamentos antigos, mas com uma infraestrutura não tão boa. Por vezes, o imóvel é bom, mas o condomínio é muito antigo, sem manutenção recente, o que não gera um preço justo. Além disso, você deve também pensar em como aquela infraestrutura vai impacta-lo no dia a dia.

Novos empreendimentos têm uma construção recente, sistemas qualificados e uma estrutura que precisará de muito menos manutenções. Por isso, pode ser interessante comprar um imóvel anda na planta, considerando que ele terá uma infraestrutura recente. Nessa busca, também considere alguns pontos que podem fazer diferença para você, como:

  • elevadores;
  • acessibilidade;
  • piscina;
  • estacionamento;
  • áreas de lazer;
  • espaços das áreas comuns;
  • infraestrutura do imóvel, em si.

Acesso à região

Ao pensar na melhor forma de comprar o primeiro imóvel, considerando também a escolha dele, a região onde está localizado faz toda diferença. Primeiro, procure saber: é fácil chegar, sair e se locomover no bairro e em suas proximidades? Isso fará muita diferença no cotidiano dos moradores que, ainda que tenham carro, precisam também ter acesso rápido a outras regiões.

Chegar ao trabalho, ir ao supermercado, levar os filhos na escola, lazer e entretenimento, além de outras necessidades cotidianas precisam ser feitas facilmente. Se tudo é distante, considerando também a sua rotina pessoal, pode ser que a região não seja a melhor. Nesse caso, é uma avaliação relacionada à qualidade de vida que você terá morando naquele local.

Custo de vida na região

Ainda falando sobre a região, também vale entender um pouco mais sobre como será o custo de vida no bairro e nas adjacências. Quanto mais nobre for, mais caro tudo será, o que é natural, mas você deve entender em detalhes o que isso vai significar no seu orçamento mensal. Custos com supermercado, academia e outros comércios locais realmente variam de um local para o outro.

Por mais que a aquisição do apartamento não seja um problema, é interessante pensar em como será a vida naquela região. Um custo de vida adequado à sua condição financeira torna tudo mais fácil, inclusive equilibrando mais as finanças e facilitando o pagamento do financiamento do imóvel. Vale a pena fazer esse estudo também nessa fase de pesquisas!

Conforto

Nada como um lar confortável em que você possa chegar depois de um longo dia de trabalho e descansar, ou reunir-se com família e amigos para um ótimo tempo juntos. Isso precisa ser prioridade na busca de um imóvel, justamente porque ele será a sua escolha por bastante tempo e, naturalmente, é fundamental estar satisfeito com a forma como ele o atende.

Um imóvel confortável não é necessariamente um local grande e com bastante espaço para fazer o que quiser. No cotidiano, pode ser que algo grande se torne cansativo e menos aconchegante, o que afasta a ideia de conforto. Sua busca deve ser por um imóvel que comporte tudo o que você quer, que dê a tranquilidade que precisa e que seja receptivo a que você gosta.

Como deve ser o planejamento antes de fazer essa compra?

Como deve ser o planejamento antes de fazer essa compra?

A melhor forma de comprar o primeiro imóvel é fazer isso em meio a um processo responsável, afinal, é um local onde você vai passar alguns anos da sua vida. O investimento, a responsabilidade de uma ótima escolha para a família e o impacto do seu lar no dia a dia reforçam a relevância de um planejamento estruturado da forma certa e feito com muitas considerações.

Não se compra um imóvel do dia para a noite, mesmo que você tenha dinheiro sobrando. A questão financeira é um ponto fundamental, principalmente quando falamos sobre o comprometimento da renda, mas é necessário ir além. Pensar em outros pontos como o bem-estar da família e a flexibilidade nas formas de pagamento é fundamental.

A seguir, vamos ajudar a entender qual é a melhor forma de comprar o primeiro imóvel de forma planejada, sem pressa e com maiores chances de acertar em tudo. Confira!

Pesquise com bastante tranquilidade

Não há melhor forma de comprar o primeiro imóvel do que fazer isso com calma e com muito planejamento. Por mais que dinheiro não seja o problema, ninguém acorda da noite para o dia e sai decidido a um investimento tão importante. O ideal é que você determine um período para ter a tranquilidade de definir tudo o que precisa antes de fechar o negócio tão desejado.

Decisões erradas na hora de comprar um imóvel podem gerar um peso difícil de carregar, então pare e reflita sobre suas necessidades e como o investimento pode supri-las. Tire meses para a busca do apartamento ideal, visite imóveis, pesquise sobre empreendimentos em construção, visite decorados e tenha seu tempo. Assim, você tem a certeza que precisa para tomar uma decisão.

Considere a renda familiar

Muito comum, famílias se planejam para estudar a melhor forma de comprar o primeiro imóvel, o que requer uma adequação financeira por parte de todos os envolvidos. Geralmente, um casal é quem divide as responsabilidades financeiras desse investimento, podendo ser ajudados por um filho ou outros membros da família.

É fundamental considerar a renda familiar total de todas as pessoas que estarão responsáveis por esse processo de aquisição do imóvel. O valor total é o início para, primeiramente, definir qual tipo de imóvel é acessível do ponto de vista econômico. Além disso, a renda também influencia o financiamento. É importante saber qual é o valor total e o que ele possibilita na escolha.

Realize o planejamento financeiro

Encontrar a melhor forma de comprar o primeiro imóvel passa diretamente por planejar financeiramente esse investimento. Já dissemos neste conteúdo como é importante começar a busca pelo imóvel antecipadamente, mas é ainda mais decisivo começar a guardar dinheiro antes mesmo dessa procura. O tamanho da compra requer, em alguns casos, anos de preparação.

Por isso, se você ainda não tem muito dinheiro guardado, comece a se planejar agora mesmo. Adeque seu orçamento, garantindo que uma parte dos vencimentos seja dedicado ao apartamento dos sonhos. Você pode guardar esse dinheiro ou realizar outros investimentos visando acumular mais capital. Assim, depois de algum tempo, você estará pronto para investir no imóvel que deseja.

Tome a decisão em conjunto

Até mesmo se você for morar sozinho é importante ter alguém para dividir a responsabilidade da decisão do apartamento. Essa é a melhor forma de comprar o primeiro imóvel, já que mais fatores são considerados, e não somente os que uma pessoa apenas é capaz de enxergar. Um casal, por exemplo, é composto por duas pessoas que têm necessidades e expectativas pessoais.

Quando a compra é feita por duas pessoas, elas também precisam, juntas, decidir pelo imóvel, avaliando todos os pontos que falamos neste conteúdo e entendendo como eles impactam cada um dos dois. Isso garante a melhor qualidade de vida para ambos, sem ninguém sair prejudicado. Agora, se você é sozinho, peça opinião a familiares e amigos nos quais você confia!

Peça opinião a pessoas experientes

É comum que jovens estejam em busca do primeiro imóvel, mas um fator que pesa nesse momento é a inexperiência de simplesmente nunca terem feito isso antes. A insegurança e as dúvidas surgem, é normal, já que estamos falando de um investimento grande e que envolve muitos fatores. Nessa hora, o melhor a se fazer é contar com a ajuda de quem já passou por isso antes.

Se você se encontra nessa situação, não precisa ficar com medo! Você pode pedir opiniões, conselhos e até mesmo sugerir que amigos e familiares o acompanhe em visitas a imóveis, nas idas ao banco e também deem opinião no planejamento financeiro. Assim, com a visão de quem já viveu esse momento, fica mais fácil encarar todo o processo envolvido.

Considere várias opções de imóveis

Trabalhe sempre com mais de uma opção. Essa é a melhor forma de comprar o primeiro imóvel com calma e sem se desesperar caso algo dê errado. Naturalmente, durante a escolha, você vai se apaixonar por uma ou outra opção, é bem comum nesse período, mas nem sempre ele será sua opção final. Isso acontece porque há muitos fatores envolvidos na decisão, e alguns podem pesar.

Por isso, prepare-se para pesquisar bastante, mas nunca concentrando toda sua expectativa e planejamento financeiro em um imóvel apenas. De preferência, coloque como os favoritos aqueles que mais se aproximam das suas preferências, mas considerando tudo que falamos até aqui, principalmente a parte financeira. Assim, você consegue escolher mais rápido o imóvel certo.

Procure imóveis na planta

Em 2019, o Brasil chegou à incrível marca de 110 imóveis vendidos por dia, número que ajuda a entender o quanto o mercado imobiliário está aquecido no país. Isso representa muitas oportunidades, das mais variadas possíveis, principalmente em empreendimentos em construção. Comprar um imóvel na planta nunca foi uma alternativa tão vantajosa como no momento atual!

As vantagens são várias, mas a principal é, sem dúvida, o valor, muito abaixo do que é cobrado por imóveis já construídos. Esse tipo de investimento requer paciência, ou seja, não é para quem busca a mudança imediata, mas sim para quem deseja investir a longo prazo. Além do custo, há também a certeza de adquirir um imóvel novo, com infraestrutura moderna e muito atrativo.

Opte por construtoras renomadas

Se a escolha for por um imóvel na planta, há alguns cuidados importantes que devem direcionar a escolha do empreendimento ideal. A principal, portanto, é a definição da prioridade de escolher uma construtora responsável e que seja renomada no mercado imobiliário. Isso garante uma construção de qualidade, além do cumprimento dos termos que são definidos em contrato.

Imóveis na planta levam um tempo até serem entregues e isso pode gerar transtorno, caso a construtora não seja capaz de cumprir com o que foi definido. Assim, o consumidor passa a lidar com problemas que nem mesmo esperava no momento em que planejava sua compra. Para evitar, prefira aquelas construtoras com um histórico positivo no mercado.

Negocie valores e formas de pagamento

Poder negociar valores e formas de pagamento é a melhor forma de comprar o primeiro imóvel, simplesmente porque você não se limita e ainda pode fazer uma escolha mais flexível. É comum encontrar um apartamento bom, que agradou você, mas que o preço está um pouco acima do seu limite. No entanto, negociações podem melhorar as condições e o deixar mais próximo dele.

Nesse caso, a ideia é flexibilizar o que você puder, seja o valor total do imóvel, seja as formas de pagamento. Um tempo maior de pagamento pode ser de grande ajuda, nesse caso, e financiamentos. Outra estratégia que vale a pena tentar é a entrada à vista, buscando abatimento no valor do imóvel. Poder negociar é ter as melhores condições a seu favor!

Quais são as formas de comprar o primeiro imóvel?

Quais são as formas de comprar o primeiro imóvel?

A melhor forma de comprar o primeiro imóvel, no caso, pagar por ele, é aquela que está mais adequada com a sua realidade. Não poder comprar à vista, por exemplo, não é um problema, afinal, se trata de um bom dinheiro.

Você pode escolher fazer isso de outras formas que o permitam estender o tempo de pagamento total ou parcialmente. Além disso, pode conseguir bons abatimentos do valor, caso tenha como quitar em menor tempo o apartamento. Há várias formas de comprar o imóvel, tornando o sonho acessível a mais pessoas. Confira os principais métodos a seguir.

À vista

O pagamento à vista é, sem dúvida, uma opção que muitas pessoas gostariam de escolher, mas o problema é justamente ter todo o dinheiro disponível de uma só vez. Por mais que não pareça ser vantajoso despender um alto valor, há sim boas condições para quem consegue fazer isso, e elas estão associadas justamente ao incentivo que as construtoras oferecem aos compradores.

Se você paga à vista, é muito mais vantajoso para quem vende, afinal, receber o valor de uma só vez permite capitalizar mais rápido. Em troca, as empresas costumam oferecer descontos consideráveis no valor total do apartamento, ou seja, é realmente possível economizar até mesmo o preço de um carro popular nessa negociação.

Financiamento

O financiamento é a forma de pagamento mais recorrente, simplesmente porque ela permite que o comprador pague em parcelas que, na maioria das vezes, são estendidas por alguns anos. Assim, com bastante tempo para quitar o imóvel, as mensalidades do financiamento reduzem significativamente, cabendo no bolso da família e sem comprometer o orçamento da casa.

Para conseguir esse tipo de pagamento, os compradores passam por algumas avaliações por parte dos bancos, já que são essas instituições que oferecem o financiamento. São avaliados o crédito das pessoas, a renda de quem pagará, além de outros detalhes, para então definir a aprovação. Em alguns casos, é possível abater parte do valor antes do tempo, e assim ter descontos nos juros definidos por tabela.

Realizar um sonho como esse é uma conquista de grande importância, seja para quem já está há muito tempo em busca, seja para jovens que querem começar suas vidas. A melhor forma de comprar o primeiro imóvel é se planejar, pesquisar bastante e se adequar financeiramente. Seguir esse roteiro aproxima você do objetivo que tem conduzido seus esforços.

Quer saber como sua renda pode ser analisada pelas instituições? Confira um conteúdo que mostra qual é o valor que você pode financiar de acordo com a sua renda ou o valor combinado de casais e de famílias.

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *